Leia também:
X Paes vai a samba em meio à alta ocupação de UTIs Covid no Rio

Sérgio Reis afirma que errou em áudio e que aceita até ser preso

Cantor afirmou que perdeu contratos de shows e comerciais após o vazamento de áudio

Paulo Moura - 23/08/2021 08h09 | atualizado em 23/08/2021 10h22

Sérgio Reis durante entrevista concedida ao jornalista Roberto Cabrini Foto: Reprodução/Record TV

O cantor Sérgio Reis falou mais uma vez sobre o vazamento de um áudio nas redes sociais em que ele pedia o afastamento de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Em entrevista ao jornalista Roberto Cabrini, no Domingo Espetacular, da Record TV, Sérgio pediu desculpas pelo fato e afirmou até que vai se entregar caso uma ordem de prisão seja determinada contra ele.

– Esquece esse áudio. Pô, eu errei! Dá licença de eu errar? Acabou! Morreu! Não fala mais. Eu errei. Quero me redimir com esse povo. Peço desculpas até ao Supremo. Se tiver algum pedido para me prender, aceito, com respeito. Não saí daqui; não me escondi. Se às 6h da manhã vier a Polícia Federal, eu me entrego – declarou.

Ainda durante a entrevista, Sérgio Reis afirmou que ficou depressivo após ter a mensagem de voz vazada e declarou que teve prejuízos em sua carreira após a divulgação do áudio. Segundo ele, foram perdidos os contratos de quatro shows e comerciais de televisão.

– Fiquei triste. Passei mal. Eu só penso no bem dos outros. Agora, estão querendo acabar comigo como se eu fosse bandido, mas eu não sou bandido. Eu sou democrático, eu sou do bem, eu sou do amor. Não sei nem como vou pagar minhas contas – declarou.

Na sexta-feira (20), o cantor virou alvo de uma operação de busca e apreensão da Polícia Federal. Ao todo, foram 13 mandados autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes. Os agentes da Polícia Federal foram a endereços ligados ao cantor.

Leia também1 Paes vai a samba em meio à alta ocupação de UTIs Covid no Rio
2 Impeachment de Moraes: PSDB, DEM e MDB criticam Bolsonaro
3 Biden diz que esforços em Cabul não passarão de 31 de agosto
4 FHC não vê perigo à democracia com Lula ou com Bolsonaro
5 Monark elogia Jair Bolsonaro por vetar fundão de R$ 5,7 bilhões

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.