Leia também:
X RJ volta a ter a maior árvore de Natal flutuante do mundo

Sérgio Moro quer investigar origem de dinheiro repatriado

Mais de R$ 174 bilhões que estavam no exterior foram regularizados sem passar por análise

Jade Nunes - 02/12/2018 12h43 | atualizado em 02/12/2018 14h00

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro Foto: EFE/Antonio Lacerda

Quando assumir o Ministério da Justiça, Sérgio Moro pretende investigar a origem dos R$ 174,5 bilhões que pertencem a brasileiros e estavam no exterior sem registro na Receita Federal, indica o jornal O Globo.

A quantia foi regularizada devido a dois programas de incentivo editados nos governos de Dilma Rousseff e Michel Temer.

Tais medidas resultaram na anistia de crimes como evasão de divisas e sonegação fiscal. Na época, bastou apenas a declaração de posse dos valores e de sua licitude. Não aconteceu qualquer tipo de análise sobre a origem dos recursos, por exemplo.

Moro planeja promover a integração entre a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e unidades de inteligência financeira, principalmente o Conselho de Atividades Financeiras (Coaf), para apurar o uso de dinheiro por organizações criminosas.

Leia também1 "O Brasil nunca mais será um país socialista"
2 "Damares está na frente para Direitos Humanos"
3 Haddad diz que Brasil crescerá com gestão de Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.