CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X MG: Incêndio atinge parte do Museu de História Natural

Sergio Moro celebra prisão de Sara Winter e bolsonaristas

Ex-ministro chamou grupo de "radicais"

Gabriela Doria - 15/06/2020 14h47

Ex-ministro da Justiça Sergio Moro celebrou prisão de bolsonaristas Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro comemorou, nesta segunda-feira (15), a prisão da ativista Sara Winter e o mandado de prisão de mais cinco pessoas ligadas ao grupo “300 do Brasil”. Eles foram presos por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, no âmbito do inquérito que investiga as manifestações contra a democracia.

– A prisão de radicais que, a pretexto de criticar o STF, ameaçam explicitamente a instituição e seus ministros, é correta. A liberdade de expressão protege opiniões, mas não ameaças e crimes. O debate público pode ser veemente, mas não criminoso – afirmou.

A prisão de Sara Winter e de outros ativistas é temporária e válida por cinco dias.

O advogado Bertoni Barbosa, que defende Winter, afirmou que o mandado contra sua cliente é “genérico” e que ainda não teve acesso aos autos.

Nas redes sociais, o perfil de Sara Winter se manifestou e disse que “apoiar o presidente da República, Jair Bolsonaro, é crime”.

Leia também1 "Apoiar Bolsonaro é crime", diz Sara Winter após prisão
2 Alvo de inquérito do Supremo, Sara Winter é presa pela PF
3 Weintraub encontra ativistas bolsonaristas na Esplanada
4 PM acaba com acampamento e Sara Winter faz denúncia
5 Ministro da Justiça pede respeito à "vontade das urnas"

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo