Leia também:
X Congresso promulga reajustes para o Executivo e Legislativo

Sérgio Cabral tenta repetir Lula e ter condenações anuladas

Defesa do ex-governador quer que o STF reconheça incompetência da Justiça de Curitiba

Monique Mello - 26/12/2022 10h55 | atualizado em 26/12/2022 11h11

Cabral após Justiça expedir alvará de soltura para deixar presídio no RJ Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo

Advogados de Sérgio Cabral se movimentam para conseguir que as condenações contra o ex-governador do Rio de Janeiro no âmbito da Lava Jato sejam anuladas. A sentença havia sido decretada pelo ex-juiz Sérgio Moro, quando este atuava na Justiça Federal do Paraná.

Uma investigação da Lava Jato contra Cabral foi mantida na Vara Criminal de Curitiba em decisão do último dia 13 de dezembro. No dia 16, com voto decisivo do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi revogada a prisão preventiva do ex-governador, no processo em que foi condenado por Moro a 14 anos e dois meses de prisão por supostas propinas nas obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro.

Para Gilmar, havia “excesso de prazo” na medida preventiva. Na noite da última segunda-feira (19), Cabral deixou a Unidade Prisional da PM, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

Cabral é alvo de 25 processos criminais na Lava Jato, sendo 19 em segunda instância e seis em primeira instância.

O ex-governador pode repetir a história de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), caso o STF reconheça a incompetência da Justiça Federal do Paraná para julgá-lo, derrubando todas as condenações. Neste caso, o processo será enviado à Justiça Federal do Rio de Janeiro para recomeçar o julgamento.

Leia também1 Ano Novo, casa nova: Conheça o atual endereço de Sérgio Cabral
2 Filho do ex-governador Sérgio Cabral comemora saída do pai
3 Cabral continuará inelegível mesmo após deixar a prisão
4 Fora da cadeia, Sérgio Cabral quer ser consultor político
5 DF: Indígenas furam bloqueio e protestam em frente ao STF

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.