Leia também:
X Isolado, Renan recua sobre acusar Bolsonaro de genocídio

Senadores devem apresentar três relatórios paralelos na CPI

Textos que trarão um contraponto ao relatório de Renan Calheiros serão intitulados como "voto em separado"

Paulo Moura - 20/10/2021 07h38 | atualizado em 20/10/2021 10h02

Senadores que não fazem parte do G7 apresentarão relatórios paralelos Foto: Agência Senado/Pedro França

Senadores que não fazem parte do grupo majoritário da CPI da Covid-19, o chamado G7, devem apresentar ao menos três relatórios finais alternativos ao do relator do colegiado, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), que serão lidos na sessão desta quarta-feira (20).

Os textos, que serão intitulados como “voto em separado”, devem ser protocolados pelos senadores Marcos Rogério (DEM-RO), Luiz Carlos Heinze (PP-RS) e Eduardo Girão (Podemos-CE), parlamentares que se opuseram à condução da cúpula da CPI durante os seis meses de atuação do colegiado.

Vice-líder do governo no Senado, Rogério deve apresentar um relatório com a visão oficial do Palácio do Planalto sobre a CPI. Já o de Heinze, que também é da base do governo, deve focar mais especificamente em protocolos contra a Covid-19. Girão, por sua vez, que se classifica como independente, prometeu apresentar um relatório paralelo também em uma linha de independência.

Leia também1 Isolado, Renan recua sobre acusar Bolsonaro de genocídio
2 Lira, sobre Auxílio Brasil: 'Vamos esperar que nasça a proposta'
3 Jair Bolsonaro e presidente da Colômbia assinam sete acordos
4 Cuidadora humilhada ao buscar emprego recebe ofertas
5 Senado aprova PL que cria vale-gás para famílias de baixa renda

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.