Leia também:
X Jefferson diz que não vai aceitar usar tornozeleira: “Desonra”

Senador petista diz sentir “nojo” de patriotas de verde e amarelo

Jean Paul Prates, do Rio Grande do Norte, disparou ofensas durante sessão da CPI da Covid

Monique Mello - 30/08/2021 10h56 | atualizado em 30/08/2021 11h20

Senador Jean Paul Prates em sessão da CPI da Covid de forma remota Foto: Reprodução/TV Senado

Durante depoimento de José Ricardo Santana, ex-secretário de medicamentos da ANVISA, na CPI da Covid na última sexta-feira (27), o senador do Rio Grande do Norte, Jean Paul Prates (PT) aproveitou para falar tudo o que pensa a respeito dos patriotas. Prates começou a sua fala admitindo ter uma “certa implicância” com pessoas que dizem “Brasil acima de tudo” e com o “exacerbado patriotismo falso”.

– Queria saber do depoente se ele é um entusiasta “verde amarelista”, usuário da camisa da CBF, que participa de campanha “Brasil acima de tudo” – disse Prates ao dirigir-se ao depoente.

Santana, por sua vez, disse que exerceria seu direito de ficar em silêncio, não respondendo a pergunta capciosa do senador, que reagiu dizendo que, se ele respondesse, seria “a resposta mais incriminadora de todas”.

O parlamentar prosseguiu tecendo duras críticas aos partidários de movimentos da direita conservadora, chamando-os inclusive de “skinheads verde amarelos”, em uma associação ao nazismo.

Segundo o petista, as pessoas patriotas lhe causam “ânsia de vômito, nojo”, citando a empresa Havan e pautas como a reforma administrativa e privatizações de estatais. Prates afirmou que, embora vistam-se com as cores da bandeira brasileira, esses cidadãos não são a favor do Brasil, e sim contra.

 

Leia também1 Vídeo: Parte de praia é isolada para Lula curtir passeio
2 Salles sobre 7 de setembro: 'Defender a democracia'
3 Nikolas denuncia perseguição contra igreja liderada pelo pai
4 Janaina: Atribuir narrativa de golpe ao 7 de setembro só fortalece Bolsonaro
5 DF vai promover policiais para "conter" atos do dia 7, diz jornal

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.