Leia também:
X Polícia Rodoviária apreende droga avaliada em R$ 875 mil

Senador Major Olímpio participa de votação em leito de hospital

Parlamentar está com Covid-19 e votou na sessão que aprovou o auxílio emergencial

Pleno.News - 03/03/2021 22h06 | atualizado em 04/03/2021 10h43

Senador Major Olímpio votou do hospital Foto: Reprodução

O líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), diagnosticado com Covid-19, participou da sessão do plenário nesta quarta-feira (3) diretamente de um leito hospitalar. O parlamentar foi diagnosticado com o novo coronavírus na terça-feira (2) e está em observação no Hospital São Camilo, em São Paulo.

Olímpio participou da sessão de forma remota. O Senado analisa uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para autorizar o pagamento do novo auxílio emergencial e acionar medidas de contenção de gastos no futuro. O líder do PSL se manifestou contra os dispositivos que preveem congelamento de salários no funcionalismo público.

O sinal remoto do senador caiu, e ele não conseguiu concluir o discurso. Além disso, o senador estava com a respiração ofegante. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), desejou “pronta recuperação” ao Major Olímpio. Após a votação da PEC Emergencial, o Senado voltará a ter sessões totalmente remotas, em função do avanço da pandemia, e não mais no formato misto, com a presença física de alguns senadores no plenário.

Na terça, o líder do PSL divulgou uma nota em que afirma estar bem, com sintomas leves e em isolamento domiciliar.

– Com isso, não será possível a minha presença nas sessões semipresenciais do Senado nos próximos 14 dias. Continuarei trabalhando como sempre, mas remotamente – afirmou.

A votação da PEC ocorre no dia em que o país registrou 1.840 mortes por Covid-19 em 24 horas, novo recorde da pandemia no Brasil. No início da discussão, a sessão foi suspensa com um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do novo coronavírus. Além de Olímpio, outros dois senadores foram diagnosticados com a doença esta semana: Lasier Martins (Pode-RS) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que informaram estar em isolamento domiciliar.

*Estadão

Leia também1 Bolsonaro: "Se STF 'deixar', tenho plano pronto para pandemia"
2 Esquerda quer Flávio Bolsonaro no Conselho de Ética por mansão
3 Allan dos Santos vence ação contra IstoÉ por fake news
4 Câmara aprova ajuda ao setor do entretenimento na pandemia
5 Mogi das Cruzes tem lockdown e prefeito fecha igrejas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.