Leia também:
X Ministro diz que Bolsonaro não pediu cidadania italiana

Senador diz que, um dia antes, Dino foi informado sobre atos

Marcos do Val enviou ofício questionando ministro da Justiça sobre medidas adotadas para evitar invasões

Paulo Moura - 10/01/2023 11h23 | atualizado em 10/01/2023 11h37

Senador Marcos do Val Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador Marcos do Val (Podemos-ES) afirmou, nesta segunda-feira (9), que o ministro da Justiça, Flávio Dino, teria sido informado sobre os atos que aconteceram em Brasília, no último domingo (8), um dia antes deles efetivamente acontecerem. Segundo o congressista, o ministro também viu a mobilização iniciar sem tomar qualquer providência.

– Ministro da Justiça foi informado dos ataques, um dia antes. No momento que iniciou, ele foi até a janela do ministério, olhou e não tomou nenhuma providência. Já comecei [a] encontrar provas [de] que o presidente Lula também teve conhecimento do que iria acontecer e não fez nada – escreveu o senador no Twitter.

Postagem feita pelo senador Marcos do Val Foto: Reprodução/Twitter

Por causa dessa informação, o senador enviou um ofício ao ministro requerendo explicações sobre quais teriam sido as medidas adotadas após o Ministério da Justiça e Segurança Pública tomar conhecimento dos alertas a respeito do risco iminente de ataques aos prédios localizados na Praça dos Três Poderes.

No ofício, o senador indagou Flávio Dino sobre quais teriam sido os órgãos do Ministério da Justiça que foram acionados “para estruturar uma resposta mais efetiva” aos atos realizados em Brasília e para promover uma ação coordenada entre as forças de segurança.

Além disso, o parlamentar questionou o ministro sobre quais ações teriam sido adotadas pela pasta em conjunto com o Ministério da Defesa, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal para prevenir e conter as ações que resultaram em danos aos prédios públicos.

Confira o ofício enviado por Marcos do Val ao ministro da Justiça:

Primeira página do ofício da Marcos do Val Foto: Reprodução/Twitter Marcos do Val
Segunda página do ofício enviado por Marcos do Val Foto: Reprodução/Twitter Marcos do Val

Leia também1 Detidos em ginásio reclamam de falta de alimentação
2 Lula caminha até o STF ao lado de governadores e ministros
3 PF desmente informação de que idosa detida morreu em ginásio
4 Bolsonaro lamenta atos e fala em antecipar retorno ao Brasil
5 Câmara dos Deputados aprova intervenção federal no DF

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.