Leia também:
X Henry quis que “mãe fosse para o céu” para ele morar com avós

Senador consegue assinaturas para CPI de estados e municípios

Comissão teria como objetivo apurar conduta de prefeitos e governadores durante a pandemia de Covid-19

Paulo Moura - 12/04/2021 11h45 | atualizado em 12/04/2021 11h56

Senador Eduardo Girão Foto: Pedro França/Agência Senado

O senador Eduardo Girão (Podemos) conseguiu, na manhã desta segunda-feira (12), o número necessário de assinaturas para protocolar o pedido de criação de uma CPI para investigar a conduta de estados e municípios na pandemia da Covid-19. A informação foi divulgada pelo o site O Antagonista, ao qual o senador confirmou a informação.

– Com essa CPI, o Senado atende à determinação do Supremo, mas faz uma investigação mais abrangente. Ou seja: atende ao Supremo e não se apequena, recebendo uma interferência direta da corte – relatou Girão.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, determinou, na semana passada, a instalação da CPI da Covid, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede), destinada a apurar a ação do governo federal especificamente.

Já no domingo (12) à noite, o senador Jorge Kajuru (Cidadania) divulgou a gravação de uma conversa dele com Jair Bolsonaro, na qual o presidente cobrava do parlamentar uma investigação mais ampla, que incluísse os gestores locais na apuração de possíveis irregularidades.

A CPI, que foi encampada inicialmente por senadores do Podemos, foi proposta ainda no início de março e, até então, não tinha o número mínimo de assinaturas exigido pelo regimento do Senado para ser protocolada: 27. Entretanto, há pouco, o requerimento recebeu novas adesões e chegou a 33 assinaturas.

Leia também1 CPI: Mourão diz que estados e municípios devem ser incluídos
2 Bolsonaro pede que CPI da Covid apure governadores e prefeitos
3 Celso de Mello critica Bolsonaro e chama presidente de 'monarca'
4 Covid: Senador diz que "CPI não vai ajudar quem está morrendo"
5 STF analisará na quarta-feira ordem de Barroso sobre CPI

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.