Leia também:
X Moraes libera ações contra decretos de armas de Bolsonaro

Senado receberá a ativista Greta Thunberg em debate sobre clima

Sessão discutirá o último relatório da ONU sobre mudanças climáticas

Thamirys Andrade - 09/09/2021 11h17 | atualizado em 09/09/2021 11h44

Greta Thunberg repercutiu mundialmente em 2019, após seu discurso no Fórum Econômico Mundial em Davos Foto: EFE/EPA/Alessandro Della Valle

Na próxima sexta-feira (10), o Senado Federal brasileiro receberá a ativista ambiental sueca Greta Thunberg, de 18 anos, em sessão virtual sobre as mudanças climáticas. A reunião será presidida pelo dirigente da Comissão de Meio Ambiente da Casa, Jaques Wagner (PT-BA).

O encontro terá como pauta o último relatório divulgado pelo IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) da ONU, que, no último mês, apontou que a ação humana provocou o aumento de 1,07°C na temperatura do planeta, nos últimos anos.

– Vamos ouvir o que importantes nomes têm a nos falar sobre as mudanças climáticas. Greta, por exemplo, tem repetido constantemente que aqueles que não levam a crise climática a sério e não a tratam como uma crise, infelizmente, são uma parte do problema – declarou o senador Jaques Wagner.

Também estarão presentes na sessão a ativista indígena Samela Sataré Mawe; o co-fundador e presidente do Centro pelo Reparo Climático da Universidade de Cambridge, Sir David King; o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor; e o governador do Espírito Santo e líder dos Governadores pelo Clima, Renato Casagrande.

Leia também1 Talibãs açoitam jornalistas que cobriam protesto em Cabul
2 Vírus Nipah deixa autoridades de saúde em alerta na Índia
3 Ministro russo morre ao tentar salvar cinegrafista no Ártico
4 Suprema Corte descriminaliza a prática do aborto no México
5 EUA: Programa da Nasa inspira combate a futuras pandemias

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.