Leia também:
X Uma a cada três meninas será abusada até os 18 anos

Secretário demitido por Witzel é nomeado em nova função

Edmar Santos vai ocupar cargo de secretário extraordinário para acompanhar ações contra Covid-19

Paulo Moura - 19/05/2020 08h50

Edmar Santos Foto: Reprodução

O ex-secretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, Edmar Santos, não passou sequer 48 horas sem emprego e já está de volta ao trabalho e, por ironia, o novo empregador é o mesmo que o demitiu.

Edmar, que até domingo (18) ocupava a chefia da pasta de Saúde, foi nomeado na segunda-feira (19), por Witzel, para o cargo de Secretário Extraordinário de Acompanhamento das Ações Governamentais Integradas da Covid-19.

A escolha é, no mínimo, irônica, se levarmos em conta que o próprio governador justificou a saída de Edmar exatamente por “falhas na gestão de infraestrutura dos hospitais de campanha para atender as vítimas da Covid-19”. Quem aproveitou para também ironizar a nova admissão de Edmar foi o deputado Carlos Jordy (PSL-RJ).

– Isso me lembra o Capitão Nascimento em Tropa de Elite 2: “Eu não caí pra baixo, parceiro. Eu caí pra cima.” – escreveu.

O Ministério Público do Rio de Janeiro e a Polícia Civil já havia prendido membros da gestão de Edmar como o ex-subsecretário estadual de Saúde, Grabriell Neves, e mais três pessoas por suspeita de fraude na compra de respiradores.

Para a gestão da Saúde no governo do Rio de Janeiro foi designado o médico Fernando Ferry, que atuava como diretor-geral do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle.

Leia também1 Suspeitas de desvio abalam discurso que elegeu Witzel
2 Após pedido da PGR, PF ouvirá o empresário Paulo Marinho
3 Conheça o novo secretário de Saúde do RJ, Fernando Ferry

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.