Leia também:
X Clube Militar do RJ consegue derrubar passaporte da vacina

‘Se não fosse o STF, haveria muito mais mortos pela Covid’

Gilmar Mendes disse que a Corte evitou erros do governo federal

Pierre Borges - 24/09/2021 15h15 | atualizado em 14/10/2021 11h59

Gilmar Mendes Foto: STF/Nelson Jr

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta sexta-feira, em live promovida pelo site Valor Econômico, que a Corte evitou que o governo federal “cometesse erros mais graves” no gerenciamento da pandemia e que, se não fosse por isso, haveria “muito mais mortos” pelo coronavírus.

– Se vocês acompanharem toda a jurisprudência, especialmente da crise sanitária, o tribunal terá sido, talvez, um bom parceiro do governo nessas questões, evitando até que ele cometesse erros mais graves – afirmou o ministro.

Gilmar Mendes também criticou o governo Bolsonaro e comentou sobre a decisão de ter dado autonomia a estados e municípios no gerenciamento da pandemia.

– O governo queria boicotar o isolamento social, e o Tribunal chamou a atenção que isso era impossível, porque o SUS tem uma estrutura tripartite (união, estados e municípios) e, na estrutura, quem executa essas atividades básicas, hospitalares, [de] atendimento são estados e municípios. E são eles, portanto, que se incubem dessa tarefa – disse Gilmar.

O magistrado afirmou ainda que a participação do STF foi decisiva para evitar o aumento da taxa mortos pela Covid-19.

– Eu até estimo que, se não fosse a ação do Supremo, nós não teríamos chegado a apenas 600 mil mortos [pela Covid-19]; nós teríamos chegado a muito mais mortos. Portanto, o Tribunal contribuiu decisivamente para que os erros do governo neste caso não fossem aprofundados – declarou.

Leia também1 Biden assume responsabilidade por maus-tratos a migrantes
2 Clube Militar do RJ consegue derrubar passaporte da vacina
3 Frias: 'Não haverá passaporte da vacina em minha gestão'
4 Procurador pró-Bolsonaro deixa comando do MPF de Goiás
5 Trump processa New York Times e pede 100 milhões de dólares

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.