‘Se ele não me quer, é só dizer’, diz Mourão sobre Bolsonaro

General da reserva tem sido alvo de ataques de Carlos Bolsonaro

Pleno.News - 26/04/2019 18h03

Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão estão em momento delicado Foto: PR/Alan Santos

O vice-presidente Hamilton Mourão desabafou após os recentes conflitos com Carlos Bolsonaro e outros aliados do presidente. Em entrevista à revista Veja, Mourão disse que não descarta a possibilidade de renunciar ao cargo.

– Se ele (Bolsonaro) não me quer, é só me dizer. Pego as coisas e vou embora – declarou.

O general da reserva também reafirmou seu compromisso com o país e com Bolsonaro e diz não entender o motivo dos ataques.

– O presidente nunca me disse para parar, para não falar com essa ou aquela pessoa. Então, entendo que não estou fazendo nada de errado. Mas se ele quiser que eu pare… – admitiu Mourão.

Recentemente, o vice-presidente entrou na mira de Carlos Bolsonaro, considerado o filho mais influente do presidente. O vereador carioca não tem poupado críticas a Mourão e o acusa, dentre outras coisas, de conspirar pela queda de Bolsonaro para que ele chegue ao poder.

LEIA TAMBÉM+ Em entrevista a jornal francês, Mourão defende Bolsonaro
+ Para Bolsonaro, críticas de Carlos são opiniões pessoais
+ Presidente Bolsonaro afirma que Mourão é "insubstituível"


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo