Leia também:
X Bolsonaro rebate sobre voto impresso: “Vai ter sim, Barroso”

Saúde fará pesquisa sobre desobrigar o uso de máscaras

A afirmação foi feita pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

Henrique Gimenes - 18/06/2021 17h02 | atualizado em 18/06/2021 17h55

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga Foto: Alan Santos/PR

Nesta sexta-feira (18), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que sua Pasta irá realizar uma “pesquisa” a respeito da obrigação do uso de máscaras no Brasil. A medida atende a um pedido do presidente Jair Bolsonaro, que defende que o uso das máscaras deixe de ser obrigatório.

A declaração de Queiroga ocorreu durante uma entrevista coletiva no Rio de Janeiro.

– O presidente está empolgado com a vacinação e, vendo outros países que já estão tirando as máscaras, nos pediu uma pesquisa sobre o uso de máscara. Então vamos fazer a pesquisa, que é um parecer técnico, para dar as respostas que os médicos e a sociedade em geral querem saber – destacou.

O fim da obrigatoriedade do uso de máscaras iria valer para pessoas vacinadas e também para que já foi infectado pela Covid-19.

O ministro da Saúde também falou sobre a vacinação o Brasil e reforçou que toda a população do país deve ser vacinada até o fim deste ano.

– Nossa estratégia não é só usar a [vacina da] AstraZeneca, já que, até setembro, teremos 100 milhões de doses da Pfizer e, até dezembro, mais 100 milhões [dela]. Até o final do ano, toda a população brasileira acima de 18 anos estará vacinada. Temos mais de 630 milhões de doses [de vacinas] compradas e temos a chegada dessas doses garantidas. Ontem, mostramos que temos capacidade de vacinar mais de 2 milhões de pessoas por dia – apontou Queiroga.

Leia também1 Bolsonaro rebate sobre voto impresso: "Vai ter sim, Barroso"
2 Bolsonaro: 'CPI da mentira' se ilude achando que vai derrubar governo
3 STF deve manter autonomia do BC e 'impor derrota' à esquerda
4 Presidente do Tribunal Militar dá aviso: 'Estão esticando a corda'
5 STF: Marco Aurélio anuncia decisão de adiar aposentadoria

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.