Leia também:
X Lula mente sobre calote: Cuba e Venezuela devem desde 2018

Rogério Marinho deve ser o novo líder da oposição no Senado

Ex-ministro de Bolsonaro deve ficar responsável por um bloco de 22 senadores

Henrique Gimenes - 06/02/2023 19h31 | atualizado em 07/02/2023 10h08

Senador Rogério Marinho Foto: José Cruz/Agência Brasil

Apesar de ter sido derrotado na disputa pela Presidência do Senado, o senador Rogério Marinho (PL-RN) terá uma função importante na Casa em 2023. O ex-ministro de Bolsonaro irá ocupar a posição de líder da oposição no Senado. A informação foi dada pelo portal Metrópoles.

Marinho disputou a Presidência do Senado contra o atual presidente, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que obteve 49 votos e se reelegeu. O ex-ministro de Bolsonaro conquistou apenas 32 votos, de um total de 81 possíveis.

De acordo com o veículo, Rogério Marinho deve comandar um bloco composto pelo PL, Republicanos e Progressistas, que inclui um total de 22 senadores.

Já o senador Flávio Bolsonaro (RJ) deve ser o novo líder do PL na Casa.

Leia também1 Lula mente sobre calote: Cuba e Venezuela devem desde 2018
2 Nikolas Ferreira relembra crítica de Thais Carla a Gisele Bündchen
3 Em editorial, Estadão dispara críticas contra Moraes, do STF
4 Baía de Guanabara: Veja quem estava em barco que naufragou
5 Janaina Paschoal se irrita com apresentadora da CNN: "Sou irresponsável?"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.