Leia também:
X Juízes que poderão julgar Lula já decidiram a favor dele e do PT

Roberto Jefferson sobre Fachin: “Bolsonaro tem que agir agora”

Presidente do PTB afirmou que a decisão do ministro Edson Fachin de anular as condenações de Lula foi a "gota d'água"

Paulo Moura - 09/03/2021 10h23 | atualizado em 09/03/2021 10h32

Roberto Jefferson Foto: Reprodução

O presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, manifestou-se em suas redes sociais sobre a decisão monocrática do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), de anular as condenações do ex-presidente Lula relativas a processos da Lava Jato. Na postagem, Jefferson pediu atitude por parte do presidente Bolsonaro.

– Bolsonaro tem que agir agora. Anular as condenações foi a gota d’água. STF precisa ser parado. Eles tem método. O Governador de BSB fechou cidade e decretou toque de recolher. Tudo combinado. A narcocorte constitucional da Venezuela colocou a esquerda no poder. Tal lá como cá – escreveu o político.

O presidente do PTB ainda citou um tuíte publicado pelo senador Humberto Costa (PT) no domingo (7), véspera da decisão de Fachin, que trazia um vídeo de Lula fazendo exercícios em uma academia, tendo como fundo musical a canção Tô Voltando, de Chico Buarque, e a legenda “podem se preparar”.

– O senador petista Humberto Costa postou ontem no Twitter um vídeo de Lula fazendo ginástica. E escreveu: “Podem se preparar”. Será que eles já sabiam o que iria vir da caneta de Fachin? – questionou Jefferson.

Leia também1 Juízes que poderão julgar Lula já decidiram a favor dele e do PT
2 Kataguiri sobre STF liberar Lula: 'Bolsonaro acaba de ser reeleito'
3 Sobre Lula, Luciano Huck fala em "respeitar decisão do STF"
4 Fachin levará ao plenário do STF recurso da PGR contra Lula
5 Decisão de Fachin pode abrir precedente para mais anulações

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.