Leia também:
X Lula vai alegar doença grave e pular do barco, diz ex-ministro

Reprovação ao STF chega a 43% e marca pior resultado em um ano

Avaliação negativa sobre a Suprema Corte ocorre em meio a embate entre Judiciário, Executivo e Legislativo

Paulo Moura - 04/04/2022 14h51 | atualizado em 04/04/2022 15h48

Prédio do STF Foto: Agência Brasil/Valter Campanato

Uma pesquisa realizada pelo PoderData apontou que a avaliação do trabalho do Supremo Tribunal Federal (STF) como “ruim” ou “péssimo” chegou a 43%, marcando o pior resultado da Suprema Corte em um ano. A pesquisa foi divulgada nesta segunda-feira (4) pelo site Poder360, que faz parte do grupo do PoderData, com dados coletados entre os dias 27 e 29 de março.

O resultado revelado, nesta segunda, aponta para um aumento de cinco pontos percentuais na reprovação ao trabalho do STF se comparado com o número registrado em dezembro do ano passado. Na ocasião, o conceito de “ruim” ou “péssimo” estava na marca de 38%. Nos últimos doze meses, o pior resultado havia ocorrido em março de 2021, quando a reprovação foi de 42%.

O aumento da reprovação ao STF ocorre justamente em um novo momento tenso entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Nos últimos dias, o ministro Alexandre de Moraes determinou que o deputado Daniel Silveira (União Brasil-RJ) colocasse uma tornozeleira eletrônica e chegou até a impor multa para forçar o parlamentar a cumprir a medida.

Na quinta-feira (31), o presidente Jair Bolsonaro (PL), sem citar nominalmente a quem se referia, afirmou: “Cala a boca, bota tua toga e não enche o saco”. Em outro momento, também sem citar nomes, Bolsonaro ainda disparou: “Um ministro que não tem o que fazer, deve ser um desocupado, fica o tempo todo me processando. Alguém que não fez nada de útil para a sociedade”.

A pesquisa foi realizada pelo PoderData por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Ao todo, foram realizadas 3 mil entrevistas em 275 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE como BR-06661/2022.

Leia também1 PSOL quer cassação do mandato de Eduardo Bolsonaro. Entenda
2 Jair Bolsonaro usa músicas de artistas de oposição nos stories
3 Sócio de agência escolhida pelo PT para eleição já foi condenado
4 Em novo surto, Xangai separa crianças com Covid-19 dos pais
5 Defesa de Silveira pede troca de tornozeleira: "Tem vida própria"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.