Leia também:
X Golpe do motoboy cresce na pandemia. Saiba como funciona

Renan critica suspensão de vacina a adolescentes e fala em ‘crime de Bolsonaro’

Senador chamou argumentos utilizados para a decisão de mentirosos e disse que Queiroga é o "Pazuello de jaleco"

Henrique Gimenes - 18/09/2021 21h50 | atualizado em 18/09/2021 22h02

Senador Renan Calheiros Foto: Lula Marques/AGPT

Neste sábado (18), o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, criticou a decisão do Ministério da Saúde de suspender a vacinação de adolescentes. Em sua conta do Twitter, ele disse que a decisão do governo utilizou “argumentos mentirosos” e que isso é uma “confissão de crime” do presidente Jair Bolsonaro.

A suspensão foi divulgada pelo governo federal na noite de quarta-feira (15), por considerar que os os benefícios da vacina “não estão claramente definidos” para adolescentes. Com isso, a imunização deverá ficar restrita a três perfis específicos: adolescentes com deficiência permanente; adolescentes com comorbidades; e adolescentes que estejam privados de liberdade.

Ao criticar a medida, Renan chamou disse comparou o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, com o ex-titular da Pasta, Eduardo Pazuello.

– Interromper a vacinação de adolescentes com argumentos mentirosos é confissão de crime do Bolsonaro. Como sempre disse: Queiroga é também um fracasso, um Pazuello de jaleco – escreveu.

Leia também1 "Lira comete grande omissão ao não pautar impeachment"
2 Após operação, Precisa compara CPI à Lava Jato: "Midiática"
3 Vacinados que pegaram Covid são 81,7% dos internados em SP
4 "Meu filho morreu pela vacina", diz mãe de jovem que sofreu AVC
5 Janaina: "A doença autoimune se manifestaria sem a vacina?"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.