Leia também:
X STF: Moraes pede vista e adia análise de ações em favelas do RJ

Renan critica ‘motociata’ e diz: “Declaração de guerra ao SUS”

Em suas redes sociais, relator da CPI da Covid também criticou o presidente Jair Bolsonaro

Henrique Gimenes - 24/05/2021 17h11 | atualizado em 24/05/2021 17h46

Senador Renan Calheiros é o relator da CPI da Covid Foto: Agência Senado/Geraldo Magela

Nesta segunda-feira (24), o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, criticou a chamada “motociata” realizada pelo presidente Jair Bolsonaro pelas ruas da capital do Rio de Janeiro neste domingo (23). Em suas redes sociais, o parlamentar disse que o presidente “rema para trás” e afirmou que a CPI terá muito assunto para analisar.

Ao longo do trajeto neste domingo, Bolsonaro percorreu cerca de 30 quilômetros entre as zonas Oeste e Sul da capital do RJ. Acompanhado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, o presidente recebeu o aceno de milhares de apoiadores ao longo do cortejo que passou por belas paisagens da capital fluminense entre os bairros da Barra da Tijuca, na Zona Oeste, e da Glória, onde o passeio terminou. No final, o grupo se reuniu no Monumento aos Pracinhas.

Ao comentar o episódio, Renan Calheiros afirmou que foi uma “declaração de guerra” ao Sistema Único de Saúde (SUS).

– A prioridade é barrar a pandemia, mas Bolsonaro rema para trás. A procissão no Rio em louvor ao vírus é declaração de guerra ao SUS. O governador terá que explicar a molecagem com dinheiro público. Pazuello pisoteia disciplina e hierarquia e ri a céu aberto. A CPI terá muito assunto – escreveu.

Leia também1 Bolsonaro: "Exército não irá às ruas para manter vocês em casa"
2 Motociata: Pazuello se reunirá com comandante do Exército
3 "Motoqueiros do apocalipse", diz Aziz sobre passeio de Bolsonaro
4 CPI critica ato de Bolsonaro e vai reconvocar Pazuello e Queiroga
5 Silas questiona Globo 'ignorar' motociata: "Jornalismo cretino!"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.