Leia também:
X Barroso: ‘Militar em comissão do TSE esvazia discurso de golpe’

Relatório de Renan Calheiros na CPI já tem mais de 6 mil páginas

Documento estaria até mesmo encadernado

Thamirys Andrade - 28/09/2021 16h58 | atualizado em 28/09/2021 17h33

Senador Renan Calheiros é o relator da CPI da Covid Foto: Agência Senado/Geraldo Magela

O relatório da CPI da Covid-19, elaborado pelo senador Renan Calheiros, já possui ao menos seis mil páginas escritas e encadernadas, afirma o colunista Ricardo Noblat, do portal Metrópoles.

O conteúdo traz quebras de sigilo feitas pela Polícia Federal, análise de mortes ocorridas por suposta negligência do governo na pandemia, pedidos de indiciamento, sugestão de protocolos sanitários e de continuidade de investigações.

A conclusão está prevista para ocorrer no dia 4 de novembro, mas pode sair antes, na segunda quinzena de outubro.

Em entrevista à Rádio Jovem Pan nesta segunda-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro garantiu que receberá o documento “com tranquilidade”. Em sua avaliação, a tendência do Ministério Público (MP) é arquivar o relatório da comissão.

– Eu não posso admitir certas acusações. Vão fazê-las. Tudo bem. Vai passar pelo Ministério Público. Eu acho que o MP vai… A tendência é arquivar esse negócio todo. Isso é um circo. Não interfiro em decisões do senhor (procurador-geral da República) Augusto Aras, zero, mas ele tem consciência do que está acontecendo – disse o chefe do Executivo.

Augusto Aras é o responsável por dar andamento a eventuais denúncias sobre a conduta do presidente durante a pandemia.

Leia também1 Barroso: 'Militar em comissão do TSE esvazia discurso de golpe'
2 Bolsonaro diz que Brasil é rico e indica extensão do auxílio
3 Moro se reunirá com Doria para tratar da "terceira via", diz site
4 Lira critica Petrobras e discutirá valor do combustível em reunião
5 Roberto Jefferson passa por cirurgia de cateterismo no Rio

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.