Leia também:
X Caso Flordelis: Morre o pai do pastor Anderson do Carmo

Randolfe sobre CPI: “Foram seis meses de bacalhau do Omar”

Parlamentar falou sobre encontros e festas entre os senadores

Monique Mello - 12/12/2021 10h24 | atualizado em 13/12/2021 11h55

Senador Randolfe Rodrigues fala de bastidores da CPI da Covid Foto: Reprodução/YouTube Maurício Meireles

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) revelou informações dos bastidores durante os trabalhos realizados no âmbito da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. As revelações foram feitas no quadro Achismos do canal de Youtube de Maurício Meirelles.

O parlamentar contou sobre os encontros do grupo majoritário da CPI, o chamado G7, no apartamento funcional do presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM). De acordo com ele, as reuniões aconteciam às segundas-feiras sempre com o anfitrião oferecendo bacalhoada aos colegas. O encontro servia para definir a estratégia da semana.

– A primeira segunda foi bacana [o bacalhau]; na segunda, continuou bacana; na terceira segunda-feira… Na quarta segunda… Foram três meses de bacalhau do Omar, até que a gente prorrogou a CPI e teve mais seis meses de bacalhau – contou o senador.

– Ele vai assistir isso e vai me proibir de ir à casa dele – completou.

O político revelou também que acontecem festas na casa do senador Romário, mas que ele nunca compareceu.

– Romário é muito bacana. Faz festas na casa dele. Mas ainda não fui – afirmou o líder da oposição no Senado.

Randolfe Rodrigues em entrevista com Maurício Meireles Foto: Reprodução/YouTube Maurício Meireles

Leia também1 CPI da Covid: Tribunal de Haia veta visita de senadores
2 Senador Randolfe Rodrigues pede namorada em casamento
3 Randolfe debate possibilidade de ser candidato à Presidência
4 Tribunais revogam 277 anos de penas em casos de corrupção
5 Doria elogia Barroso por decisão sobre o passaporte da vacina

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.