Leia também:
X Após dura nota, militares agora querem processar Omar Aziz

Randolfe se descontrola ao defender vacinação de presos

Vice-presidente da CPI da Covid-19 discutiu com o senador Marcos do Val

Gabriela Doria - 08/07/2021 19h24 | atualizado em 08/07/2021 21h09

Senador Randolfe Rodrigues bateu boca com Marcos do Val Foto: Agência Senado/Jefferson Rudy

O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, senador Randolfe Rodrigues, ficou visivelmente alterado ao defender, nesta quinta-feira (8), a prioridade de presos na vacinação contra a Covid-19. Randolfe chegou a bater boca com o senador Marcos do Val, que se mostrou contra a priorização dos condenados.

O tema veio à tona durante a oitiva da ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Francieli Fantinato. No depoimento, Francieli afirmou que o ex-secretário-executivo da pasta, Elcio Franco, ordenou que os privados de liberdade não fizessem parte do grupo prioritário. A medida recebeu o apoio de do Val, que foi repreendido por Randolfe.

– Eu não acredito que estou ouvindo isso do senhor – disse o vice-presidente da CPI.

Do Val reagiu:

– Não tem que dar prioridade para presos não, tem que dar prioridade para a sociedade. Não pedem para ficar em isolamento? Eles já estão em isolamento – argumentou.

Randolfe então avaliou o comentário do senador como “asneira absurda” e que seu posicionamento era o mesmo que “condenar as pessoas a morte”. Sem mais argumentos, Randolfe se valeu da autoridade que detém enquanto vice-presidente da CPI.

– Eu não estou lhe concedendo a palavra, fique no seu lugar. Você e suas milícias não me intimidam, seja de rede social, seja de qualquer lugar. Não lhe dei autoridade. Reponha-se, fique no seu lugar – disse Randolfe descontrolado.

Leia também1 Presidente do Clube Militar endurece o tom com Aziz e STF
2 Defesa de Dias diz que prisão foi ilegal e Omar Aziz, abusivo
3 Ciro Nogueira diz que “CPI viola todas as regras jurídicas do país”
4 CPI retira Francieli Fantinato da lista de investigados
5 Pacheco recua e chama 'episódio' com militares de 'mal-entendido'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.