Leia também:
X João Doria ‘aposta’ em Lula no 2° turno, mas sem Bolsonaro

Randolfe convoca MST para “pôr fim” ao governo Bolsonaro

Senador participou de live com militantes do movimento esquerdista

Gabriela Doria - 23/07/2021 17h37 | atualizado em 23/07/2021 18h02

Senador Randolfe Rodrigues participou de live com o MST Foto: Reprodução

O senador Randolfe Rodrigues decidiu subir o tom e conspirar pela queda do governo Jair Bolsonaro. Em live nas redes sociais com integrantes do Movimento Sem Terra (MST), na quinta-feira (22), o vice-presidente da CPI da Covid disse que é necessário “colocar fim no governo Jair Bolsonaro” e que isso seria “uma tarefa civilizatória”.

– Não basta um “fora Bolsonaro”. O senhor Jair Bolsonaro e seus asseclas têm que responder pelos crimes, têm que responder pela banalidade do mal que perpetraram sobre a nossa nação. A democracia no Brasil não resiste a este mandato de Bolsonaro. Não resiste até o final deste mandato. [Devemos] ir para as ruas e colocar fim neste governo. É uma tarefa civilizatória para todos nós. Quero encontrar os companheiros e companheiras nas ruas até o fim deste governo – disse Randolfe na live.

Em seguida, o senador fez acusações criminosas contra Jair Bolsonaro, a quem chamou de “ladrão”.

– Bolsonaro é ladrão de vacina, é ladrão de dinheiro do povo. A constatação é a seguinte: enquanto os brasileiros morriam, enquanto nós estávamos com a maior média de mortes por dia, ainda no mês de março, o governo de Jair Bolsonaro não negava vacina por convicção ideológica, não era o negacionismo puro e simples, ele fazia isso por dinheiro – disse o senador.

Leia também1 João Doria 'aposta' em Lula no 2° turno, mas sem Bolsonaro
2 Bolsonaro retomará motociatas em 31 de julho, diz site
3 Justiça dá 15 dias para que SP vacine todos os presidiários
4 Lula cogita indicar Rodrigo Maia a Ministério em caso de eleição
5 PSL, PP e DEM avaliam se unir e criar maior partido do Congresso

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.