Leia também:
X São Paulo cancela carnaval de rua, mas mantém desfiles

‘Qual o interesse da Anvisa?’, diz Bolsonaro sobre vacina infantil

Presidente voltou a criticar a autorização do órgão para imunização de crianças de 5 a 11 anos de idade

Thamirys Andrade - 06/01/2022 14h07 | atualizado em 06/01/2022 15h16

Presidente Jair Bolsonaro Foto: PR/Isac Nóbrega

O presidente Jair Bolsonaro voltou a tecer críticas à decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de autorizar a vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19. Em entrevista à Rádio Nova FM nesta quinta-feira (6), ele questionou os “interesses” do órgão regulador na imunização infantil.

– O que está por trás disso? Qual o interesse da Anvisa por trás disso aí? Qual o interesse daquelas pessoas taradas por vacina? É pela sua vida, pela sua saúde? Se fosse, estariam preocupadas com outras doenças no Brasil, que não estão – declarou o presidente.

Bolsonaro afirmou ainda “desconhecer” casos de mortes por Covid-19 em crianças nessa faixa etária e disse que os pais não devem se deixar levar por “propagandas”. Ele reiterou que não vacinará a filha, Laura, de 11 anos, e descreveu a decisão da Anvisa como “lamentável”.

– Você, pai, e você, mãe, vejam os possíveis efeitos colaterais. A própria Pfizer diz que outros possíveis efeitos colaterais podem acontecer a partir de 22, 23 ou 24 anos. E você vai vacinar seu filho contra algo que o jovem, por si só, uma vez pegando o vírus, a possibilidade dele morrer é quase zero? […] A minha filha de 11 anos não será vacinada – disse o chefe do Executivo.

Segundo dados da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização da Covid-19, instituída pelo ministério da saúde, o Brasil registrou 301 mortes de crianças entre 5 e 11 anos de idade em decorrência do coronavírus, desde o início da pandemia até o dia 6 de dezembro.

MINISTÉRIO DA SAÚDE
O Ministério da Saúde anunciou, nesta quarta-feira (5), que a imunização começará no dia 14 de janeiro, obedecendo à ordem decrescente de faixa etária, ou seja, dos 11 aos 5 anos de idade.

– O Ministério se programou com antecedência para oferecer as doses de vacinas pediátricas [da Pfizer] para todos os pais que, livremente, quiserem vacinar suas crianças. Assim que a Anvisa concedeu o registro dessa nova apresentação da vacina, o Ministério da Saúde já fez a solicitação dos imunizantes – disse o ministro Marcelo Queiroga à Jovem Pan.

Na ocasião, o cardiologista declarou que “a vacina é segura”, segue “critérios médicos, foi testada e vem sendo utilizada nos principais países do mundo”, mas garantiu que a pasta irá acompanhar de perto eventuais efeitos adversos do imunizante. Ele também deixou claro que a medida não será obrigatória para o público infantil.

As doses destinadas a menores de 12 anos são de 10 microgramas e são armazenadas em frascos de cor laranja.

Leia também1 Casos de Covid no Rio aumentam 6.778% em apenas três semanas
2 Covid-19: Vacinação de crianças será feita sem prescrição médica
3 Professora de Biologia é presa após vacinar aluno em casa
4 Vacina da Pfizer é segura para crianças, confirma Queiroga
5 Nova variante encontrada na França está sendo monitorada 'de perto', diz OMS

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.