Leia também:
X Paulo Coelho se oferece para patrocinar festival “antifascista”

Quadro de Bolsonaro demanda cuidados, dizem médicos do HFA

Equipe suspeita de que o presidente esteja com obstrução intestinal, afirma jornal

Thamirys Andrade - 14/07/2021 13h40 | atualizado em 14/07/2021 15h09

Presidente Jair Bolsonaro realiza exames no Hospital das Forças Armadas Foto: PR

A equipe médica do Hospital das Forças Armadas (HFA) avalia se o presidente Jair Bolsonaro precisará passar por uma nova cirurgia. A suspeita é de que o chefe do Executivo esteja com um quadro de obstrução intestinal, segundo informações apuradas pelo jornal Correio Braziliense.

O presidente foi levado ao HFA na madrugada desta quarta-feira (14) com dores na região do abdômen, após uma crise de soluços que já dura 10 dias. Tais sintomas podem indicar complicações intestinais.

Médico de confiança do presidente, o cirurgião gástrico Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro após a facada em 2018, foi chamado para ir até Brasília averiguar o estado de saúde do chefe do Executivo.

A Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) emitiu uma nota nesta manhã informando que Bolsonaro ficará em observação por um período de 24h a 48h e que ele passa bem.

– O presidente da República, Jair Bolsonaro, por orientação de sua equipe médica, deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, nesta quarta-feira (14/7), para a realização de exames para investigar a causa dos soluços. Por orientação médica, o presidente ficará sob observação no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem.

Leia também1 No DF, Bolsonaro dá entrada em hospital das Forças Armadas
2 Secom diz que Bolsonaro foi a hospital para tratar soluços
3 Bolsonaro ficará em observação por até 2 dias após ida a hospital
4 Ministro da Educação faz oração por Jair Bolsonaro
5 Cirurgião que operou Bolsonaro após facada vai examiná-lo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.