Público acusa Movimento Brasil Livre de trair a pátria

MBL se mostrou contrário à manifestação do dia 26

Pleno.News - 19/05/2019 15h57

A postura contrária do Movimento Brasil Livre (MBL) às manifestações marcadas para o dia 26 de maio gerou revolta por parte dos apoiadores do governo. No Twitter, os usuários levantaram a tag #MBLtraidoresdePatria e a colocaram como um dos assuntos do momento na rede social.

Dentre as medidas exigidas pelos populares está o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF). O tópico foi considerado antirrepublicano pelo MBL. Dentre os integrantes do movimento estão o deputado federal Kim Kataguiri e o vereador Fernando Holiday.

– Nosso único ato programado é no dia 22 de maio, quando vamos enviar nossos ativistas para convencer deputados a aprovarem uma reforma da Previdência que acabe com privilégios – diz parte do comunicado.

Comunicado oficial do Movimento Brasil Livre Foto: Reprodução

 

LEIA TAMBÉM+ Apoiadores do governo prometem grande ato dia 26
+ "Bolsonaro anuncia o caos pelas redes sociais", diz FHC
+ José Sarney diz que "Bolsonaro está no meio de um furacão"


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo