Leia também:
X Rodrigo Maia diz que retorno de Lula “faz bem ao debate”

PT ‘promovia sexualização’ em escolas, lembra Jair Bolsonaro

Presidente afirmou que não se "vê mais aquela doutrinação, aquela sexualização" nas unidades de ensino

Henrique Gimenes - 27/04/2021 17h57

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Agência Brasil/José Cruz

Nesta terça-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro criticou a educação no Brasil nos governo do PT e disse que as gestões do partido deixam “barbaridades” de herança ao país. Em conversa com apoiadores, ele ressaltou que governos anteriores promoviam “doutrinação” e “sexualização” nas escolas.

As declarações foram dadas ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes. Bolsonaro explicou que seu governo está fazendo fazendo “o possível” e que não se vê mais a “doutrinação” e “sexualização” em unidades de ensino.

– Alguns querem que a gente resolva imediatamente, não dá para resolver. Fazemos o possível. Você não vê mais aquela doutrinação, aquela sexualização na escola. Praticamente zerou no nosso governo – apontou.

Ele também criticou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por ter ido a um evento em que dois homens se beijaram.

– Tem uma cena dantesca: num evento, tá o Lula, acho que a Dilma, o Haddad atrás, Celso Amorim e 2 homens se beijando, mas de língua. Parecia aqueles casais apaixonados do Titanic, coisa inacreditável. Cada um vai fazer amor, ser feliz como bem entender. Agora, aquela cena… Um presidente da República sorrindo, de deboche, como se fosse uma coisa mais linda do mundo – apontou.

O ato aconteceu em janeiro de 2018, quando o Lula havia anunciado sua pré-candidatura à presidência. Na ocasião, as fotos mostram o ex-presidente ao lado de Gleisi Hoffman, presidente do PT.

Bolsonaro seguiu falando sobre o assunto.

– Cada um vai ser feliz como bem entender, entre 4 paredes, na sua intimidade. Agora, publicamente, nem um casal hétero pega bem fazer isso daí. A gente não faz isso. Eu sou casado e jamais farei isso em público, nem quando conhecia a dona Michelle. Agora, o que acontece lá dentro do Alvorada, isso aí não interessa para ninguém. Então esse é o tipo que nós tínhamos de pessoa, que acabam estimulando e diziam que isso devia ser seguido em sala de aula; ideologia de gênero – destacou.

Leia também1 Bolsonaro: 'Não chame a Globo de lixo, porque lixo é reciclável'
2 Rodrigo Maia diz que retorno de Lula "faz bem ao debate"
3 Pacheco nega pedido para adiar CPI para outubro
4 "A CPI é um cenário armado para derrubar o governo", diz Otoni
5 Flávio Bolsonaro diz que Pacheco foi ingrato por autorizar CPI

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.