Leia também:
X PEC da Transição será votada na terça-feira, diz Lira

PT não vai abdicar do texto da PEC da Transição, diz deputado

Para José Guimarães, aprovação da medida vai "dar segurança alimentar aos milhões de brasileiros"

Henrique Gimenes - 15/12/2022 21h40 | atualizado em 16/12/2022 12h04

Deputado federal José Guimarães Foto: Câmara dos Deputados/Ananda Borges

Nesta quinta-feira (15), o vice-líder do PT na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), afirmou que o futuro governo não pretende abdicar do texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Transição. A declaração ocorreu após o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), anunciar que projeto será votado na próxima semana.

O texto aprovado pelo Senado aumenta em R$ 145 bilhões o teto de gastos, a regra que limita o crescimento das despesas do governo à variação da inflação, pelo período de dois anos. Além disso, permite ainda gastos extras de até R$ 23 bilhões mediante receitas extraordinárias. Com isso, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva poderia cumprir suas promessas da campanha.

– É o mínimo que temos fazer para dar segurança alimentar aos milhões de brasileiros – explicou Guimarães.

O deputado afirmou que os aliados do futuro governo tentaram votar a PEC nesta quinta, mas que não foi possível.

– Com as articulações que foram feitas, com o diálogo que foi feito, não foi possível votar essa matéria tão urgente para o país. O nosso governo quis, quer e continua com a mesma posição de votar a matéria no dia de hoje. Isso não significa qualquer posição de enfrentamento com as demais forças políticas – destacou.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.