Leia também:
X Show: Posse de Lula terá cantor que chamou Jesus de travesti

PT não se opõe a orçamento secreto em votação no Congresso

Votação ocorreu nesta quarta-feira

Pleno.News - 30/11/2022 17h31 | atualizado em 30/11/2022 19h29

Lula e aliados Foto: EFE/ Sebastião Moreira

Durante votação na Comissão Mista de Orçamento (CMO), nesta quarta-feira (30), somente dois deputados do PSOL e do PSB foram a favor da extinção das emendas de relator em 2023. O Partido dos Trabalhadores (PT) não se manifestou na votação. As informações são do jornal O Globo.

A proposta pelo fim do orçamento secreto foi feita pela deputada Fernanda Melchionna (PSOL-RS). Só ela e o deputado Elias Vaz (PSB-GO) votaram pelo fim das emendas.

Os deputados do PT, que estavam presentes na sessão, Enio Verri (PR), Rui Falcão (SP), Leonardo Monteiro (MG), Waldenor Pereira (BA), Nilto Tatto (SP) e Paulo Guedes (MG), não se manifestaram no momento da votação.

Verri afirmou que não vê incoerência no posicionamento de seu partido.

— O PT não assumiu o governo ainda. Vamos assumir dia 1º de janeiro. Nós não temos como, agora, mexer numa coisa que é tão sensível. A emenda de relator enfraquece o Poder Executivo, e é fundamental que (essa verba) estivesse nas mãos do Poder Executivo para pensar as políticas nacionais. Essa crítica o presidente Lula colocou na campanha o tempo todo – falou.

Leia também1 Segundo Barroso, o STF é alvo de muita incompreensão
2 Renan propõe que STF seja o único a julgar manifestações
3 Ex-Secom diz que campanha de Bolsonaro teve perda milionária
4 Eduardo Leite aceita convite e será o novo presidente do PSDB
5 Apoiadores de Bolsonaro fazem ato de protesto em Brasília

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.