Leia também:
X No PR, homem acompanha idoso até a delegacia e acaba preso

PT cogita dona da Magazine Luiza como vice em 2022

Estratégia é tentar uma reaproximação com o empresariado

Thamirys Andrade - 14/02/2021 16h52 | atualizado em 15/02/2021 16h59

bandeira do PT
Partido quer conquistar o eleitorado de centro Foto: Delcídio do Amaral

O vice-presidente nacional do PT (Partido dos Trabalhadores), Washington Quaquá, disse que cogita a empresária Luiza Trajano, da rede Magazine Luiza, como vice da chapa presidencial de 2022. A estratégia seria adotada pela legenda como tentativa de reaproximação com o empresariado.

– Precisamos nos reconectar com o empresariado que tem relação com o mercado interno e com o eleitor de centro, para formar maioria, ganhar e governar. Eu acho uma super chapa: Haddad/Luiza Trajano – declarou em entrevista ao jornal Estadão.

De acordo com Quaquá, o partido quer conquistar o eleitorado de centro. O dirigente não detalhou se já foi feito convite formal ou informal para a empresária.

Ainda de acordo com Quaquá, a Comissão Executiva Nacional do PT não discutiu oficialmente o lançamento de Fernando Haddad como candidato à Presidência da República. Ele afirma que essa foi uma decisão “solitária” do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apoiado na lógica de que o partido não poderia atrelar suas decisões ao Supremo Tribunal Federal (STF), como em 2018.

– Se Lula for reabilitado, será o candidato. Mas também não dá para ficar esperando como em 2018. Somos alternativa de poder. Precisamos organizar a campanha.

Leia também1 Comércio entre Brasil e China cresceu no governo Bolsonaro
2 Boulos pode ter que devolver R$ 28 mil destinados a suposta empresa fantasma
3 Damares nega pedido de anistia de membro da cúpula do PT
4 Sem licitação, governador do AM gasta R$ 7,2 milhões em voos
5 STF tenta há dez meses notificar deputado Paulinho da Força

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.