Leia também:
X STF termina votação e torna Jefferson réu por homofobia

PSOL quer ministro da Justiça na Câmara para falar do MEC

Partido apresentou um requerimento de convocação da Anderson Torres

Henrique Gimenes - 24/06/2022 19h38 | atualizado em 24/06/2022 20h29

Bolsonaro e o ministro da Justiça, Anderson Torres Foto: PR/Marcos Corrêa

Nesta sexta-feira (24), a bancada do PSOL na Câmara dos Deputados apresentou um requerimento de convocação do ministro da Justiça, Anderson Torres. Os esquerdistas querem que o ministro vá à Casa falar sobre investigações a respeito do Ministério da Educação.

A iniciativa ocorre após reportagens publicadas na imprensa apontarem uma suposta “interferência ilícita” do presidente Jair Bolsonaro nas investigações sobre o Ministério da Educação (MEC). De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), um áudio obtido pela Polícia Federal (PF) aponta que o ex-ministro Milton Ribeiro teria dito que recebeu um aviso de Bolsonaro sobre uma ação da corporação.

A ideia dos deputados do PSOL é que Anderson Torres fale sobre essa suposta “interferência ilícita”.

“Está cada vez mais evidente que o Presidente da República visa intervir nas investigações contra seus aliados, de forma dolosa, com a finalidade de obstruir o alcance do devido processo e da Justiça, condutas tipificadas na legislação vigente”, disse o partido no requerimento.

Leia também1 Randolfe pretende acionar mais uma vez o STF contra Bolsonaro
2 Após MPF pedir, juiz envia ação de Milton Ribeiro de volta ao STF
3 Em Campina Grande, Bolsonaro vai a motociata junto à multidão
4 Saiba o que Bolsonaro e Moraes conversaram durante jantar
5 "Bolsonaro é amado pelo povo porque é verdadeiro", diz Wassef

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.