Leia também:
X FHC não vê perigo à democracia com Lula ou com Bolsonaro

Impeachment de Moraes: PSDB, DEM e MDB criticam Bolsonaro

Partidos lançaram nota conjunta neste domingo para chamar o pedido de injustificado" e de ser revestido de "caráter político"

Henrique Gimenes - 22/08/2021 21h48 | atualizado em 23/08/2021 16h21

Presidente Jair Bolsonaro apresentou pedido de impeachment contra o ministro Alexandre de Moraes Foto: Arte/Pleno.News

Neste domingo, outros três partidos se juntaram e emitiram uma nota para criticar o pedido de impeachment apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Assinados pelos presidentes do PSDB, Bruno Araújo, do DEM, ACM Neto, e do MDB, Baleia Rossi, o texto aponta que o pedido é “injustificado” e revestido de “caráter político”.

O impeachment foi enviado por Bolsonaro ao Senado na sexta-feira (20). No documento, o presidente diz que Moraes cometeu “atentados à liberdade de expressão”, bem como que ele “censura jornalistas e comete abusos contra o presidente da República”. Além disso, afirmou que o ministro promoveu uma ruptura do estado democrático de direito com suas ações e que não se pode “tolerar medidas e decisões excepcionais “.

Com o título de A democracia é o único caminho a ser seguido, a carta conjunta do PSDB, DEM e MDB disse lamentar que, “em momento de tão grave crise socioeconômica, o Brasil ainda tenha que lidar com a instabilidade política e com o fantasma do autoritarismo”. Para as siglas, “apenas o diálogo será capaz de guiar esse percurso em busca de soluções para as crises econômica, de saúde e social que assolam o país”.

Por fim, as legendas disseram ser “imprescindível que as instituições tenham capacidade de exercer suas funções com total liberdade e isenção. Essa é a garantia [de] que o país precisa para seguir fortalecendo sua democracia e os anseios da nação”.

Leia a íntegra da nota:

A democracia é o único caminho a ser seguido.

Mais uma vez, reafirmamos o nosso compromisso com a democracia, a independência e a harmonia entre os Poderes, e o nosso total respeito à Constituição Federal.

Diante dos últimos acontecimentos, manifestamos nossa solidariedade ao ministro Alexandre de Moraes, alvo de injustificado pedido de impeachment — claramente revestido de caráter político — por parte do presidente da República, Jair Bolsonaro.

É lamentável que, em momento de tão grave crise socioeconômica, o Brasil ainda tenha que lidar com a instabilidade política e com o fantasma do autoritarismo. O momento exige sensibilidade, compromisso e entendimento entre as lideranças políticas, as instituições e os Poderes.

A pandemia causada pelo coronavírus trouxe reflexões preocupantes para o dia a dia do país, onde as incertezas geradas pela atuação do governo federal contribuem para o aumento dos índices de desemprego, com a alta da inflação e com o crescimento da fome.

Acreditamos que apenas o diálogo será capaz de guiar esse percurso em busca de soluções para as crises econômica, de saúde e social que assolam o país. E para isso, é imprescindível que as instituições tenham capacidade de exercer suas funções com total liberdade e isenção.

Essa é a garantia que o país precisa para seguir fortalecendo sua democracia e os anseios da nação.

ACM Neto (DEM), Baleia Rossi (MDB) e Bruno Araújo (PSDB)

Leia também1 Seis partidos divulgam nota de apoio ao STF e a Moraes
2 FHC não vê perigo à democracia com Lula ou com Bolsonaro
3 Paulista ficará com apoiadores de Bolsonaro em 7 de Setembro
4 Sem citar Bolsonaro, Gilmar reclama de 'fabricação de crises'
5 STJ mostra "preocupação" com impeachment de Moraes, do STF

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.