Leia também:
X Jefferson ‘detona’ campanha de ONG com “foto de Bolsonaro nu”

Projeto de Lei quer acabar com saída temporária de presos

Medida pretende revogar critérios que tratam da polêmica medida que beneficia presos famosos como Suzane von Richthofen

Paulo Moura - 22/02/2021 15h07 | atualizado em 22/02/2021 15h24

Suzane von Richthofen durante uma das “saidinhas” Foto: Reprodução

Um projeto de lei protocolado pelo deputado federal Neucimar Fraga (PSD-ES) pretende acabar com uma das questões mais polêmicas relacionadas à Lei de Execução Penal brasileira: a concessão da saída temporária a presos que cumprem o regime semiaberto. Atualmente, a medida está em tramitação na Câmara como o PL 360/21.

Pelas regras atuais, o benefício é concedido aos presos que preenchem alguns requisitos, como bom comportamento, e apenas em algumas situações, como visita à família ou para estudar. Entretanto, para o autor da proposta, a medida já se mostrou ineficiente para reintegrar o preso à sociedade.

– Com sua concessão [dada] pelo juiz de execução penal, os apenados têm a possibilidade de sair dos presídios sem qualquer vigilância do poder público e, com isso, voltam a delinquir – argumentou.

Na prática, a nova regra anularia todos os requisitos e considerações presentes na Lei de Execução Penal, referentes aos critérios adotados para a concessão do benefício, e, com isso, causaria a extinção da medida na legislação. Polêmica, a medida quase sempre resulta em presos que saem dos presídios e não retornam.

Na saída para o fim de ano, entre 2020 e 2021, segundo a Secretaria da Administração Penitenciária de São Paulo (SAP), dos 31.538 detentos aptos a saírem temporariamente da cadeia, 1.693 não voltaram. Houve um aumento de quase 14% dos detentos que não voltaram para a cadeia, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Leia também1 RJ: Quase seis mil detentos ainda não retornaram à prisão
2 Quase 1.700 detentos 'ganharam' saidinha e não voltaram a SP
3 'Saidinha': Por que autores de crimes hediondos têm direito?
4 Homem que tentou estuprar corretora usava roupa íntima feminina
5 Condenado por estupro ataca mulher em "saidinha" de Natal

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.