Leia também:
X Tebet vai ao TSE contra Lula para barrar propaganda eleitoral

Primeira-dama promove chá de mulheres no Palácio da Alvorada

Evento, realizado nesta terça-feira, contou com a presença de cantoras e líderes cristãs

Pleno.News - 30/08/2022 20h07 | atualizado em 31/08/2022 11h15

Nesta terça-feira (30), a ministra Cristiane Britto e a primeira-dama Michelle Bolsonaro promoveram um chá de mulheres no Palácio da Alvorada. O encontro teve a presença do presidente Jair Bolsonaro.

As cantoras Cassiane, Sarah Farias, Eyshila, Fernanda Brum, Soraya Moraes, Ana Nóbrega e Fabiana Sinfrônio participaram da reunião, assim como as pastoras Ezenete Rodrigues, Sarah Sheeva e Nani Alencar, e as bispas Sonia Hernandes e Dirce Carvalho, a vice-presidente do Grupo MK de Comunicação Cristina Xisto e a diretora da Rádio 93 FM Andrea Maier.

Por meio dos stories do Instagram, Eyshila explicou que foi ao evento com o propósito de interceder para que a vontade de Deus se cumpra no Brasil.

– É uma alegria muito grande poder fazer parte deste momento histórico e profético no Brasil. (…) Nós acreditamos que chegou a vez do Brasil. Estamos aqui para declarar isso profeticamente. Vamos orar porque quando a Igreja ora, ela está manifestando, aqui na Terra, o reino de Deus. (…) Estamos aqui no propósito de interceder para que a vontade do Senhor se realize na nossa nação – declarou.

Além disso, ela e outras artistas cantaram alguns louvores.

A apóstola Valnice Milhomens orou pelo Brasil, pela vida do presidente, da primeira-dama e para que o Brasil não volte às trevas. Cassiane deixou uma Palavra com base em Provérbios 29:2, que diz “Quando os justos florescem, o povo se alegra; quando os ímpios governam, o povo geme”.

Em seu discurso, a ministra Cristiane Britto destacou a importância das mulheres cristãs conservadoras e das lideranças presentes no evento. Ela também citou o texto bíblico de Jeremias 22:3.

– Queremos expressar livremente o nosso modo de pensar e nossa crença no Deus vivo. Queremos um país livre da violência, dos desrespeito e da intolerância com quem ousa pensar diferente daquilo que é propagado diariamente pela mídia e por parte dos segmentos artísticos. Queremos que seja garantida a liberdade para sermos nós mesmos, para pensar do jeito que pensamos e podermos manifestar nossos valores sem medo de perseguição. E nada disso será efetivado, de fato, sem a participação da mulheres cristãs conservadoras, das lideranças que estão aqui presentes. Nossas famílias precisam de vocês, nosso país precisa de vocês – falou.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Pleno.News (@plenonews)

Leia também1 TSE nega pedido de Lula sobre exclusão de vídeos bolsonaristas
2 Bolsonaro afirma que pretende ir a outros debates eleitorais
3 Campanha de Lula já gastou R$ 1,5 mi em publicidade digital
4 Soraya Thronicke e vice de Tebet indicaram R$ 114,4 milhões do "orçamento secreto"
5 Moro pede a Guedes vídeo de apoio, mas leva 'não' do ministro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.