Leia também:
X Marinha irá procurar jornalista do The Guardian sumido no AM

Prévia do programa de Lula traz anulação da reforma trabalhista

Documento apresentado pela coordenação da campanha contém cerca de 90 propostas

Pleno.News - 06/06/2022 16h54 | atualizado em 06/06/2022 17h25

Prévia do programa de Lula contém revogações Foto: EFE/FERNANDO BIZERRA

A coordenação da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) compartilhou com partidos aliados uma prévia de 90 propostas para a montagem de seu programa de governo. A versão atual do documento, que ainda passará por alterações propostas pelas siglas federadas e apoiadores, prevê a revogação da reforma trabalhista e do teto de gastos.

O documento foi elaborado por petistas e partidos aliados, fruto de discussões lideradas pelo presidente da Fundação Perseu Abramo, Aloizio Mercadante. Integrantes de partidos federados, como o PCdoB e o PV, e aliados, como Solidariedade, PSB, Rede e PSOL, participaram das discussões sobre o documento. Mesmo assim, ele ainda pode receber emendas e substitutivos até a próxima quarta-feira (8). O documento ainda precisa da aprovação das instâncias partidárias.

Em um dos itens, a campanha propõe “recolocar os pobres e os trabalhadores no orçamento”.

– Para isso, é preciso revogar o teto de gastos e rever o atual regime fiscal brasileiro, que é disfuncional e perdeu totalmente sua credibilidade – diz o documento.

Em outra proposta, petistas e aliados afirmam defender a “revogação da reforma trabalhista feita no governo Temer e a construção de uma nova legislação trabalhista”.

Segundo o documento, a rediscussão do tema se daria por meio de uma “negociação tripartite, que proteja os trabalhadores, recomponha direitos, fortaleça os sindicatos sem a volta do imposto sindical, construa um novo sistema de negociação coletiva e dê especial atenção aos trabalhadores informais e de aplicativos”.

O ex-presidente Lula vinha amenizando o tom de seu discurso em torno da reforma trabalhista. E chegou a trocar o termo “revogar” por “revisar” a legislação aprovada no governo Michel Temer. No entanto, em uma reunião de lideranças petistas, o partido voltou a decidir que incluiria em suas propostas a revogação da reforma.

A prévia do programa de governo também inclui a oposição expressa às privatizações da Eletrobras, dos Correios e da Petrobras. E cita a retomada de investimentos no setor petrolífero.

– A Petrobras será colocada de novo a serviço do povo brasileiro e não dos grandes acionistas estrangeiros, ampliando nossa capacidade de produzir os derivados de petróleo necessários para o povo brasileiro, expandindo a oferta de gás natural e a integração com a petroquímica, fertilizantes e biocombustíveis – diz o texto.

Petistas e aliados afirmam ainda que irão retomar os investimentos no pré-sal. Em uma prévia de proposta de reforma tributária, o documento também prevê a “taxação de renda sobre os ricos”.

– Vamos colocar o pobre outra vez no Orçamento e os super-ricos pagando impostos – menciona outra parte do texto.

O programa também menciona a simplificação de impostos e a “criação de uma estrutura tributária mais simples e progressiva”.

O plano de governo petista ainda deve discutir uma reforma no sistema de Justiça. De acordo com o documento, mudanças no Judiciário acontecerão “em todos os seus níveis”.

– Deve ser aperfeiçoado, com a participação de todos os poderes da República e da sociedade, para promoção da cidadania, observando a prevalência da soberania democrática, a partir de um amplo debate nacional.

Advogados do Grupo Prerrogativas, composto por profissionais que são correligionários do ex-presidente e outros que defenderam réus de outros partidos na Lava Jato, afirmaram que devem levar propostas para mudanças no Conselho Nacional do Ministério Público e para reforçar a necessidade da inclusão do chamado juiz de garantias no sistema nacional de Justiça.

*AE

Leia também1 Lula lidera o ranking de citações negativas nas redes sociais
2 Defesa de Bolsonaro processará Lula por falas sobre Marielle
3 Afastado por Lira, petista diz acreditar que voltará ao cargo
4 'Espero que não ganhe quem tem amigo para contar voto no TSE'
5 Lula e Janja estão com Covid-19 e cumprem isolamento

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.