Leia também:
X Haddad paga anúncio para dizer que é o “melhor prefeito” de SP

Presidente do TRE-RJ diz: Quem tumultuar nas eleições vai preso

"Se um eleitor alegar que digitou um número na urna, mas outro apareceu, a ordem é prender em flagrante", ressaltou

Gabriel Mansur - 13/08/2022 16h55 | atualizado em 15/08/2022 11h37

Desembargador Elton Leme Foto: Divulgação/TRE-RJ

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), o desembargador Elton Leme, afirmou, neste sábado (13), que vai reforçar a segurança com integrantes das Forças Armadas durante as eleições gerais deste ano, tanto no primeiro quanto no segundo turno. Segundo ele, quem tumultuar no dia da eleição será preso em flagrante por crime eleitoral.

– Os ânimos estão mais exaltados e podem surgir embates naturais. Mas não é admissível que esse comportamento transborde para uma conduta criminosa. O TRE-RJ vai atuar na divulgação de cartazes afirmando que tumultuar a eleição é crime eleitoral. Se um eleitor, por exemplo, causar tumulto por alegar que digitou um número na urna, mas outro apareceu, a ordem é prender em flagrante – disse.

Ele ainda deu detalhes a respeito da segurança proporcionada em favor do eleitorado. De acordo com ele, serão cerca de 60 mil homens entre integrantes das Polícia Civil e Militar.

– Vamos trabalhar com o contingente total de todas as forças. Só da Polícia Militar e da Polícia Civil chegamos a 60 mil homens. Ainda teremos a Guarda Municipal, aqui na capital. Sobre os militares, o contingente será cedido a partir de avaliação feita pelo Comando Militar do Leste, mas devem ser milhares – complementou.

Leme ainda falou sobre um mapeamento específico em zonas eleitorais mais sensíveis, como o Complexo do Alemão, Complexo da Maré e e região de Curicica.

– Nós temos um mapa dos locais em que há uma maior incidência de um determinado conjunto de crimes. Nesse sentido, as comunidades são áreas desestruturadas do ponto de vista urbano e de serviços. O Complexo do Alemão, o Complexo da Maré (na Zona Norte da cidade) e a região de Curicica (na Zona Oeste) são as mais sensíveis – finalizou.

Leia também1 Haddad paga anúncio para dizer que é o "melhor prefeito" de SP
2 Com fake news sobre Bolsonaro, Felipe Neto ataca Gloria Perez
3 Após aumento no STF, Congresso também mira reajuste salarial
4 Novo aliado de Lula, Janones critica "bolha" da esquerda
5 Juiz arquiva denúncia contra Lula e Dilma por obstrução da Lava Jato

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.