Leia também:
X Filha de Barroso lançará livro sobre liberdade de expressão

Presidente do PDT admite que há traições a Ciro: “Faz parte”

Lupi afirmou, porém, que não haverá punição aos infiéis

Pleno.News - 27/05/2022 16h03 | atualizado em 27/05/2022 17h08

Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O presidente do PDT, Carlos Lupi, admitiu haver pré-candidatos do partido, nos estados, que irão apoiar Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa ao Palácio do Planalto. Lupi afirmou, porém, que não haverá punição aos infiéis.

– Isso faz parte. Cada candidato quer olhar o eleitor local – disse ele.

O nome do PDT para a eleição presidencial é o do ex-ministro Ciro Gomes, que costuma fazer duras críticas ao petista.

– O Lula, em alguns estados, principalmente no Nordeste, é muito forte hoje – afirmou Lupi ao Estadão.

Alguns exemplos de simpatizantes de Lula no PDT são o senador Weverton Rocha, pré-candidato ao governo do Maranhão, e o ex-prefeito de Niterói (RJ) Rodrigo Neves, que quer concorrer ao governo do Rio. Na outra ponta, Ciro tem a esperança de contar com dissidências regionais do PSB, partido que apoia Lula, mas tem conflitos com o PT em alguns estados.

Candidato à reeleição, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, que é do PSB, faz acenos a Ciro.

– Ele (Renato) tem um compromisso com a gente de abrir o palanque para o Ciro. Não exclusivo, mas vai abrir – contou Lupi.

O governador participou na terça-feira (24) de uma live promovida por Ciro e disse que o PSB “tem que avaliar até onde pode ir nessa conversa com o PT”. Casagrande foi um dos principais obstáculos para que houvesse uma federação entre PT e PSB, que forçaria as duas legendas a tomarem as mesmas posições em âmbito nacional, estadual e municipal por, no mínimo, quatro anos.

– Temos decisão a ser tomada no Rio de Janeiro, aqui no Espírito Santo, no Rio Grande do Sul, em São Paulo. Tem uma aliança nacional formada, consolidada, bem organizada, mas ainda temos até julho para poder discutir alguns estados – afirmou o governador durante a live com Ciro.

*AE

Leia também1 Filha de Barroso lançará livro sobre liberdade de expressão
2 Fux cancela palestra no RS por protestos e falta de segurança
3 Fachin diz que acatar o resultado da eleição é "inegociável"
4 Presidente do MDB celebra aumento de Tebet de 1% para 2%
5 Bolsonaro diz que deu indulto a Silveira para dar exemplo ao STF

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.