Leia também:
X Na Marcha Para Jesus, Bolsonaro diz orar pelo povo brasileiro

Prefeito do Rio, Eduardo Paes declara voto em Lula no 1º turno

“O Brasil teve uma grande alegria de ter tido Lula como presidente da República”, avaliou Paes

Gabriel Mansur - 09/07/2022 14h33 | atualizado em 11/07/2022 12h43

Eduardo Paes e Lula
Eduardo Paes e Lula Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Se depender do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltará a exercer o cargo máximo do Executivo em 2023. Nesta sexta-feira (9), durante evento em Maricá, na Região Metropolitana do Rio, Paes admitiu que irá votar no pré-candidato do PT já no primeiro turno das eleições, no dia 2 de outubro.

A cerimônia contou ainda com o prefeito do município, Fernando Horta (PT), além de toda a cúpula do Partido dos Trabalhadores. Para Eduardo Paes, “o Brasil teve uma grande alegria de ter tido Lula como presidente da República”.

– Acho que o Brasil teve uma grande alegria de ter tido Lula como presidente da República. Aliás, a gente um dia vai parar, a história vai parar, e vamos pensar que honra ter tido Lula presidente do Brasil. Aproveito para revelar o meu voto. Vou votar em Lula para presidente – destacou, em vídeo obtido pela revista Veja.

Na encontro, Paes ganhou o título de cidadão de Maricá.

– Agora oficialmente cidadão de Maricá. Recebi essa honrosa homenagem ontem por iniciativa do vereador Felipe Auni, acompanhado do prefeito @Fabianohorta_ e do ex-prefeito @WashingtonQuaq1 . “Gente humilde, gente boa que vive nesse lugar…. Ê, Maricá – postou em suas redes sociais.

Paes vinha sendo cortejado por Ciro Gomes, que se aproveitava do antagonismo do prefeito com a candidatura de Marcelo Freixo (PSB) ao Governo do Rio de Janeiro, apoiado por Lula. Felipe Santa Cruz, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, do PSD, é até agora o candidato de Eduardo Paes.

Eduardo Paes, no entanto, não vem sendo bem-visto pelos eleitores. Pelo contrário: segundo pesquisas Datafolha, o apoio do prefeito é um dos que mais atrapalha no Rio. De acordo com o levantamento, causa rejeição em 55% dos eleitores consultados.

Leia também1 Na Marcha Para Jesus, Bolsonaro diz orar pelo povo brasileiro
2 Bolsonaro e Tarcísio se reúnem com apoiadores em pizzaria
3 Com camisa do MTST, ex-Globo Chico Pinheiro vai a "Lula in Rio"
4 Defesa vai reforçar exposição do TSE e fragilidade das urnas
5 Teto do ICMS: Estados pedem intervenção "urgente" do STF

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.