Leia também:
X Filhos denunciam a própria mãe por ferir e castrar servidor do BC

Pr. Silas: “Se Bolsonaro avança é golpista, se recua é frouxo”

Pastor criticou cobertura da mídia acerca da "nota à nação" divulgada pelo presidente

Thamirys Andrade - 12/09/2021 11h36 | atualizado em 12/09/2021 11h38

Pastor Silas Malafaia, líder da Advec Foto: Reprodução

Em vídeo publicado nas redes sociais, o pastor Silas Malafaia questionou o discurso midiático acerca da “nota à nação” em tom apaziguador publicada pelo presidente Jair Bolsonaro, e apontou uma “perseguição implacável” por parte da imprensa contra o chefe do Executivo e seus apoiadores.

– É uma perseguição implacável da imprensa contra o presidente. Não tem uma notícia boa. Se presidente Bolsonaro avança é golpista, se recua é frouxo – queixou-se, nesta sexta-feira (10).

O pastor chamou de “afronta ao povo” a postura de rotular os atos do último dia 7 de setembro como “antidemocráticos”.

– A imprensa dizer que as manifestações foram atos antidemocráticos é uma afronta ao povo. William Bonner vem dizer que bolsonaristas se apossaram do verde e amarelo é uma afronta. O senhor ministro Barroso dizer que fanáticos foram às ruas é uma afronta ao povo. Nós não podemos aceitar isso – declarou.

Malafaia descreveu o ato como “a maior manifestação política da história do Brasil em favor da liberdade de expressão, em favor de um presidente”, e afirmou que “isso não pode ser desconsiderado”.

– A esquerda sentiu a força da manifestação e ficou todo mundo caladinho, Lula e sua tropa, essa que é a verdade minha gente. Nós não podemos abrir mão: a vontade do povo prevalece. O povo é o supremo poder, se Bolsonaro recuou pelo bem do Brasil, parabéns, vamos ver o resultado – finalizou.

Leia também1 Jair Bolsonaro: "Senti o calor da nossa população"
2 ACM Neto: Carta de Bolsonaro trouxe ‘sensação de conforto’
3 Bolsonaro: “Se alguém quiser trocar comigo, troco agora”
4 Vlogueiro mostra diferença de atos pró-Bolsonaro e pró-Lula
5 Ministro da Saúde entrega novas unidades de saúde a ribeirinhos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.