Leia também:
X Temer: “Deixo o governo com a consciência tranquila”

Posse de Bolsonaro não deve ter cerimônia religiosa

Presidente eleito irá até a catedral metropolitana de Brasília apenas para encontrar Mourão

Ana Luiza Menezes - 21/12/2018 20h00 | atualizado em 21/12/2018 21h22

Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão Arte: Pleno.News

Segundo a revista Crusoé, a cerimônia de posse do presidente eleito Jair Bolsonaro não terá missa ou culto ecumênico. A previsão é de que o governante, que é católico, vá até a catedral metropolitana de Brasília apenas para encontrar o vice-presidente Hamilton Mourão.

Do local onde se encontrarão, os dois seguirão em carros distintos rumo ao Congresso Nacional onde serão empossados. Deputados e senadores serão responsáveis pelo comissionamento deles para o novo posto.

Não existe obrigatoriedade de que atos religiosos aconteçam durante o cerimonial de posse, porém vários presidentes optaram por manter um líder religioso nas solenidades. A posse de Bolsonaro e Mourão acontecerá no próximo dia 1º de janeiro, em Brasília.

Leia também1 Temer: "Deixo o governo com a consciência tranquila"
2 Fabrício Queiroz falta ao depoimento pela segunda vez
3 Joice Hasselmann irá ocupar gabinete que era de Lula

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.