Leia também:
X André Valadão sobre chances de Lula em 2022: “Não ganha”

Políticos reagem a vídeo de homem pedindo alimentos em mercado

Imagens de pai, aos prantos, implorando por alimentos em supermercado, aumentou críticas às medidas restritivas relacionadas à Covid-19

Pleno.News - 15/03/2021 15h55 | atualizado em 15/03/2021 17h21

Desespero: Homem pede ajuda em supermercado de Goiânia Foto: Reprodução

O vídeo de um pai que segura uma criança no colo e grita, aos prantos, no supermercado, implorando alimentos da cesta básica por “estar desempregado e não ter nada para comer”, viralizou nas redes sociais, provocando mais reações contra as medidas restritivas no combate à pandemia da Covid-19.

Coordenador da bancada do Rio de Janeiro no Congresso Nacional, o deputado federal Sargento Gurgel (PSL-RJ) afirma não ser razoável “mandar fechar tudo num país onde ter emprego e empreender é tão difícil”. Ele cobra medidas de contenção de despesas nas próprias administrações estaduais e municipais, de forma que a população que trabalha ou busca emprego não seja a única penalizada.

– O governador ou prefeito que mandar fechar tudo deve abrir mão de seu salário e também de seus secretários e estrutura, uma vez que sua ação está fazendo trabalhadores, sem poder escolher, abrir mão de tudo – sugeriu Sargento Gurgel.

O parlamentar reclamou ainda que não há bom senso em exigir a saída de clientes de restaurantes às 21h, horário em que os estabelecimentos estão obrigados a fechar nos cidade do Rio de Janeiro.

– É um absurdo que comerciantes sejam ameaçados de perderem seus alvarás se a fiscalização encontrar alguém dentro após o horário, sobretudo em restaurantes, onde o intervalo entre o pedido e o preparo do prato leva, em média, 30 minutos, e mais tempo para consumir. Nesse cenário, o estabelecimento não pode receber ninguém após as oito da noite, já que às nove horas não pode ter mais ninguém dentro. Qual a dificuldade de ter uma tolerância para o consumidor realizar a refeição? – questionou.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Pleno.News (@plenonews)

Para o líder do PSL na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Charlles Batista, a pandemia do coronavírus está sendo usada por políticos na tentativa de enfraquecer o governo do presidente Jair Bolsonaro.

– Sem emprego e sem liberdade, o povo está morrendo de fome e de outros sérios problemas. Que Deus tenha misericórdia do nosso país, e que seja feita justiça contra quem está usando a desgraça, a doença, a fome das pessoas, para tentar tirar o presidente Bolsonaro do poder e voltar aquela corrupção desenfreada, o desgoverno da época da esquerda – afirmoi o deputado estadual Charlles Batista.

A deputada estadual Rosane Felix (PSD) também se posicionou contra o lockdown, afirmando que não se trata de negacionismo à pandemia, mas necessidade de um olhar socioeconômico em meio à crise de saúde. Nesse sentido, ela defendeu que a população deveria ter isenção de impostos.

– Quem decreta lockdown deveria decretar a isenção de IPVA, IPTU e outros impostos. Deveria também pagar o aluguel das pessoas, a luz, a água, o plano de saúde, fazer a compra do mês. As contas chegam! Como pagar isso tudo sem trabalhar? Eles deveriam dar suporte às pessoas – afirmou Rosane Felix.

Já Filippe Poubel (PSL), que participou ativamente no pedido de impeachment do governador afastado Wilson Witzel, apresentando denúncias ao Ministério Público estadual, repudiou “cercear o direito de ir e vir dos cidadãos de bem, de trabalhadores e comerciantes”, além de alertar para o risco de novos casos de corrupção.

– Comprovamos na primeira onda que há uma série de interesses pessoais de grupos criminosos para que se estabeleça o caos e os cofres públicos sejam saqueados, como denunciei a quadrilha do ex-governador Wilson Witzel e os hospitais de campanha. Nós acabamos de ver esse filme, as operações sequer terminaram, o chefe da quadrilha ainda nem está preso e já aceitaremos tudo de novo? – questionou o deputado bolsonarista.

Confira, abaixo, as reações dos parlamentares nas redes sociais:

Leia também1 Vídeo: Em desespero, homem pede ajuda em supermercado de Goiânia
2 "Querem te obrigar a ficar em casa enquanto vão para Miami", diz deputado do RJ
3 Kicis ironiza a imprensa por não cobrir 'protestos anti-lockdown'
4 Lockdown: Doria cogita medidas mais duras caso Covid não recue
5 Flávio: 'Deus escolheu Bolsonaro para governar e resgatar valores'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.