Leia também:
X STF: Gilmar libera pagamento do Auxílio Brasil fora do teto

Polícia prende pastor que teve prisão determinada por Moraes

Fabiano Oliveira é um dos alvos de operação que foi realizada na última quinta-feira a mando do ministro do Supremo

Paulo Moura - 19/12/2022 08h14 | atualizado em 19/12/2022 10h53

Pastor Fabiano Oliveira Foto: Arquivo Pessoal

O pastor Fabiano Oliveira, alvo de um mandado de prisão emitido pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito de uma operação realizada contra manifestantes que se opõem ao resultado das eleições, foi preso nesta segunda-feira (19) no Espírito Santo. A detenção foi confirmada pela Polícia Federal.

Oliveira estava em um ato que acontece em frente ao 38° Batalhão de Infantaria do Exército em Vila Velha, que fica na Grande Vitória, no Espírito Santo. O superintendente da Polícia Federal no estado, Eugênio Ricas, informou que o pastor não reagiu à prisão.

– Foi preso pela PF, sem resistência, encaminhado ao DML [Departamento Médico Legal] e entregue ao sistema prisional – detalhou Ricas.

Segundo o superintendente da PF, o pastor não teria sido preso antes porque um grupo de pessoas se colocou em frente ao batalhão e, por causa disso, a PF entendeu que uma ação naquele momento poderia ser revidada, colocando em risco a integridade de terceiros.

Oliveira é um dos alvos da operação que cumpriu mais de 100 mandados desde a última quinta (15) em oito estados e no Distrito Federal. As ordens foram determinadas por Moraes em uma operação que é relacionada ao chamado inquérito dos atos antidemocráticos ligados ao 7 de Setembro e aos chamados inquéritos das fake news e das milícias digitais.

Leia também1 STF: Gilmar libera pagamento do Auxílio Brasil fora do teto
2 Jovem de 22 anos morre durante partida de futebol em Joinville
3 Elon Musk cria enquete: "Devo deixar a chefia do Twitter?"
4 Raio atinge quatro pessoas no QG do Exército em Brasília
5 Ex-jogador da Argentina expõe crise: "Estamos passando fome"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.