Leia também:
X Governo rebate Folha de SP sobre repasse a programa de Michelle

Polícia Federal adia depoimento de Moro sobre atos contra o STF

Defesa do ex-ministro afirmou que mudança aconteceu por "questões técnicas e logísticas"

Paulo Moura - 02/10/2020 10h29 | atualizado em 02/10/2020 10h30

Sergio Moro Foto: PR/Alan Santos

A Polícia Federal (PF) optou por adiar, nesta sexta-feira (2), o depoimento do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, no inquérito que apura a organização de atos contra o Supremo Tribunal Federal (STF). A informação foi divulgada pelo jornal Metrópoles.

O depoimento estava previsto para acontecer na tarde desta sexta, na superintendência da PF em Curitiba (PR), mas precisou ser adiado por conta de “questões técnicas e logísticas”, informaram os advogados de Moro para a publicação. Ainda não há nova data definida para que o ex-juiz seja ouvido.

Moro já foi ouvido pela Polícia Federal em um outro inquérito, que apura uma suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na gestão da corporação. O depoimento do ex-ministro durou mais de oito horas. Na oitiva, Moro manteve as acusações feitas contra o chefe do Executivo.

Leia também1 Bolsonaro reage: 'Querem que eu troque o Kassio por Moro?'
2 STF: Bolsonaro diz que "segunda vaga será para um evangélico"
3 Moro opina sobre vaga no STF: 'Deve ser contra a corrupção'
4 Fachin nega pedido de Lula para suspender processo do tríplex
5 STF libera homem que esfaqueou esposa por "defesa da honra"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.