Leia também:
X Deputada sobre Jefferson: “Falar de Deus” está virando crime

Polícia do DF conclui que Joice sofreu queda, não foi agredida

A corporação concluiu que a parlamentar sofreu uma "queda da própria altura"

Paulo Moura - 13/08/2021 12h30 | atualizado em 13/08/2021 12h48

Joice Hasselmann Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Distrito Federal encerrou, nesta sexta-feira (13), as investigações sobre o caso da deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), que alegava ter sido alvo de um atentado, em seu apartamento em Brasília, no dia 18 de julho. A corporação concluiu que a parlamentar sofreu uma “queda da própria altura”, possivelmente decorrente dos efeitos de remédio para dormir.

Joice, que apareceu com hematomas no rosto e na coluna, disse ter sido vítima de um atentado. A deputada acordou deitada numa poça de sangue em seu apartamento em Brasília, mas conta que não se lembra do que ocorreu e pediu investigação da polícia legislativa sobre o episódio.

De acordo com a polícia, não foram evidenciados quaisquer elementos que apontassem para a prática de violência doméstica ou atentado/agressão por parte de terceiros. O procedimento foi encaminhado ao Poder Judiciário e ao Ministério Público e corre em segredo de justiça.

Leia também1 Deputada sobre Jefferson: "Falar de Deus" está virando crime
2 Roberto Jefferson dispara contra Moraes: "Cachorro do STF"
3 Moraes diz que Jefferson atua para desestabilizar democracia
4 Sônia Abrão faz duras críticas à Globo por dispensar Tarcísio
5 Lira veta indicação de Rodrigo Maia para vice-líder da oposição

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.