Leia também:
X Lula cita “chacina” na pandemia e quer julgamento de Bolsonaro

PL das Fake News: Confira como votou cada deputado federal

Projeto recebeu 238 votos favoráveis à tramitação em regime de urgência

Paulo Moura - 26/04/2023 11h33 | atualizado em 26/04/2023 12h00

Plenário da Câmara dos Deputados Foto: Elaine Menke/Câmara dos Deputados

A Câmara aprovou, nesta terça-feira (25), o regime de urgência para a tramitação do Projeto de Lei das Fake News em meio à pressão de deputados da oposição e das big techs para que o texto não seja votado neste momento. A proposta de urgência teve 238 votos a favor e 192 contrários.

A tramitação mais rápida passou após o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), usar o regimento interno para diminuir a quantidade de votos necessários para aprovação. Para isso, Lira afirmou que o regimento lhe dava o direito a escolher três votações por legislatura para definir quórum e escolheu o menor para aprovar regimento de urgência do PL das Fake News.

Caso Lira não usasse do poder que o regimento lhe concedia, o governo precisaria de 257 votos para aprovar o regime de votação mais rápida. O regime de urgência acelera a tramitação de projetos, pois dispensa formalidades do regimento da Câmara.

O governo Lula trabalhava para adiantar a votação de todo o projeto nesta semana, mas só conseguiu acelerar a discussão sobre o regime de urgência. A votação sobre o mérito, que estava prevista para quinta (27) ficará para a semana que vem. Até lá, a oposição ganha tempo para negociar o texto, que deve ser entregue pelo relator, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), na quinta.

Confira como cada deputado votou no requerimento do regime de urgência: (Sim – aprovação da urgência; Não – rejeição da urgência)

Made with Flourish

Leia também1 Moraes entrega ao Congresso sugestões para PL das Fake News
2 PL das Fake News: Moraes quer suspensão de perfil difusor
3 Deputado do PCdoB defende o PL da Censura: "Discurso de ódio"
4 TikTok se manifesta contra o PL da Censura: "Não houve debate"
5 Autor do PL da Censura diz que texto não vai censurar a Bíblia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.