Leia também:
X PF deflagra maior operação contra fraudes no auxílio emergencial

PGR sugere prisão domiciliar para o deputado Daniel Silveira

Deputado teria que usar tornozeleira eletrônica e só poderia sair de casa para ir ao Congresso

Gabriela Doria - 18/02/2021 09h17 | atualizado em 18/02/2021 09h31

Deputado federal Daniel Silveira está preso após ameaçar ministros do STF Foto: Reprodução/TV Globo

A Procuradoria-Geral da República solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (17), que o deputado federal Daniel Silveira seja monitorado por uma tornozeleira eletrônica. O parlamentar foi preso na terça (16) após ordem do STF.

Com a tornozeleira, Silveira poderia ter a prisão preventiva revertida para prisão domiciliar. Ele poderia sair de casa apenas para exercer a função de parlamentar na Câmara dos Deputados.

O pedido é assinado pelo vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, que também apresentou denúncia contra Daniel Silveira por três crimes.

– Pede para que seja determinado o distanciamento do denunciado das instalações do Supremo Tribunal Federal, considerada a sua periculosidade, sinalizada por meio de ameaça dirigida aos ministros do Supremo Tribunal Federal em vídeo gravado por ele próprio e divulgado nas respectivas redes sociais, no qual disse estar “disposto a matar, morrer, ser preso” – pontuou Jacques.

A audiência de custódia de Daniel Silveira está marcada para esta quinta-feira (18). Também nesta quinta, a Câmara dos Deputados irá decidir sobre a manutenção da prisão do parlamentar. O Conselho de Ética da Casa já foi reaberto para avaliar o caso.

Leia também1 Marco Aurélio descarta "passar a mão na cabeça" de Silveira
2 Daniel Silveira recebe a visita de Rodrigo Amorim na sede da PF
3 Câmara reativa Conselho de Ética para caso Daniel Silveira
4 Web se une em apoio e avisa: "Somos Todos Daniel Silveira"
5 PGR quer Daniel Silveira 'longe do STF' e com tornozeleira

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.