Leia também:
X Influenciadora é assaltada após postar foto com Rolex na web

Pesquisa revela os políticos mais influentes das redes sociais

Seis primeiros colocados são apoiadores do presidente Jair Bolsonaro

Pierre Borges - 08/12/2021 16h34 | atualizado em 08/12/2021 17h11

Eduardo Bolsonaro, Carla Zambelli e Flávio Bolsonaro Fotos: Najara Araújo/Câmara dos Deputados // Gustavo Sales/Câmara dos Deputados // Pedro França/Agência Senado

O Instituto FSB Pesquisa fez um levantamento de dados das redes sociais de 508 deputados e 81 senadores, para classificar o grau de influência dos políticos na internet.

A pesquisa considerou o número de seguidores, a quantidade e o alcance de publicações, além das interações, como curtidas, comentários e compartilhamentos no Twitter, Facebook e Instagram.

Foram considerados dados de publicações feitas desde o dia 1º de janeiro até o dia 30 de junho deste ano. Seis deputados foram desconsiderados da pesquisa por não terem feito publicação em nenhuma rede social durante o período. A análise revelou que parlamentares ligados ao presidente Jair Bolsonaro foram os mais influentes.

Mesmo com os membros do PT alcançando os maiores números de publicações feitas (25,5% de todas as publicações feitas por políticos no primeiro semestre do ano), foi o PSL que ficou em primeiro lugar no quesito engajamento, com 46,4% de todas as interações registradas. De acordo com o instituto, foram atribuídos pesos diferentes para cada rede social.

Veja a seguir quem foram os 10 políticos mais influentes do primeiro semestre de 2021:

Leia também1 Eduardo Bolsonaro critica Doria por investir em 'museu gay'
2 Doria cobra do governo a adoção do passaporte da vacina
3 Jovem usa linguagem neutra em música e vira piada na web
4 Saiba quais foram as coisas mais pesquisadas no Google em 2021
5 Havan é uma das melhores empresas para trabalhar em SC

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.