Leia também:
X Simone Tebet sobre corrupção no MDB: “Sou de outra ala”

PCO chama Moraes de “ditador” e defende “dissolução do STF”

Partido se manifestou após o ministro determinar o bloqueio das redes sociais da sigla em até 24 horas

Henrique Gimenes - 20/06/2022 17h33 | atualizado em 20/06/2022 17h56

Ministro Alexandre de Moraes, do STF Foto: STF/Rosinei Coutinho

Após o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinar o bloqueio das redes sociais do Partido da Causa Operária (PCO) em até 24 horas, a legenda se manifestou nas redes sociais. No Twitter, o PCO chamou Moraes de “ditador”, disse que a Corte se coloca “em oposição à liberdade de expressão” e defendeu a “dissolução” do STF.

O partido é acusado de atacar ministros da Suprema Corte e, por esse motivo, está na mira do inquérito das fake news, cujo relator é Moraes. A inclusão da sigla na apuração ocorre após o PCO chamar o magistrado de “skinhead de toga” e defender o fim do STF.

Na determinação, assinada nesta segunda-feira (20), o ministro estipulou uma multa de R$ 20 mil diários caso as plataformas descumpram a decisão.

– O ditador Alexandre de Moraes determinou o fechamento das redes do PCO em 24h, sendo o descumprimento das ordens passível de multa. O STF se coloca não só em oposição a liberdade de expressão como de organização partidária. É uma corte inconstitucional que deve ser dissolvida – apontou o PCO no Twitter.

Leia também1 Moraes dá 24h para redes sociais bloquearem contas do PCO
2 PCO chama Moraes de 'ditador' e diz que 'nova fraude se prepara'
3 Bolsonaro critica o STF e defende que página do PCO "fique aberta"
4 PCO 'desafia' Moraes, o 'skinhead de toga', e quer dissolução do STF
5 Moraes põe partido de esquerda no inquérito das Fake News

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.