Leia também:
X Randolfe pede indiciamento de Michelle em inquérito do STF

Figueiredo: “Moraes resolveu apagar fogo com gasolina”

Para jornalista, ministro gerou caos ao prender cacique e fazer "discurso de ameaças"

Pleno.News - 13/12/2022 09h55 | atualizado em 13/12/2022 10h42

Paulo Figueiredo Foto: Reprodução/Jovem Pan News

O jornalista Paulo Figueiredo culpou o ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pela noite de caos em Brasília nesta segunda-feira (12). Na avaliação do comunicador, o magistrado “resolveu apagar o fogo com gasolina” ao determinar a prisão do cacique Tserere e fazer um “discurso de ameaças” na diplomação do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

– Em um momento de tensão no país, Alexandre de Moraes resolveu apagar o fogo com gasolina. De manhã, na coroação de seu abuso de autoridade, um discurso de ameaças. À noite, mais prisões. Este homem enfiou o país em um caos social e institucional. Precisa ser responsabilizado – defendeu Figueiredo.

A prisão do cacique Tserere na noite desta segunda gerou uma série de protestos em Brasília (DF). Dezenas de carros e um ônibus foram incendiados pelos manifestantes. A polícia precisou reagir, balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo foram usadas para dispersar os manifestantes que atiravam paus e pedras contra os policiais.

O indígena é um dos principais líderes das manifestações contra a eleição de Lula que duram mais de 40 dias. A prisão foi decretada a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) por suposta ameaça, perseguição e manifestações antidemocráticas.

Leia também1 Randolfe pede indiciamento de Michelle em inquérito do STF
2 Torres afirma que momento é “delicado e exige bom senso”
3 Helicóptero pousou em hotel de Lula, mas petista ficou no local
4 Alvorada: Bolsonaro acena para apoiadores e abraça crianças
5 Haddad irá anunciar três nomes para sua equipe nesta terça

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.