Leia também:
X Abraham Weintraub diz não se arrepender de ter criticado o STF

“Para não falar bem do ‘Bozo’, tem que assassinar o português”

Carlos Jordy classifica atitude da Folha de S.Paulo como "desjornalismo"

Monique Mello - 11/06/2021 14h49 | atualizado em 11/06/2021 15h11

Deputado Carlos Jordy se pronunciou sobre o “despiora” Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Nesta quinta-feira (10), o deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ) aproveitou os seus três minutos na tribuna da Câmara, para se manifestar sobre o episódio do “despiora”, promovido pelo jornal Folha de S.Paulo.

– Não posso deixar de falar sobre o episódio do “desjornalismo” que tem sido tão frequente, mas ontem [quarta-feira] foi à gota d’água – falou Jordy no início do seu pronunciamento.

O parlamentar classificou a atitude do jornalista da Folha como “assassinato do português” e como uma forma de “levar o jornalismo para o túmulo”.

– Nós todos sabemos que a imprensa torce contra o governo Bolsonaro. Também sabemos que boa parte da mídia age como “agentes do caos”, como assessoria de imprensa da oposição, aliados da oposição e que também tendem a dar apenas as notícias ruins e esconder as notícias boas – lamentou.

Jordy também citou o episódio recente em que Daniela Lima, âncora da CNN, usou a palavra “infelizmente” para falar de notícias boas.

– Chegamos ao ponto de uma jornalista lamentar por dar notícias boas referentes ao governo – disse.

– Custa noticiar o que o governo tem feito de bom para a sociedade? Para a economia? – complementou.

O deputado concluiu enfatizando que a imprensa no Brasil torce contra o presidente Bolsonaro e “a favor do vírus”.

– Para não falar bem do “Bozo”, tem que assassinar o português – disparou.

 

Leia também1 Doutor em Letras avalia uso da palavra "despiora" pela Folha
2 Bolsonaro ironiza Folha e lista sinais de 'despiora' do governo
3 Eduardo rebate termo "despiora" da Folha: 'Chorem mais'
4 Secom debocha da Folha de SP e aponta sinais de "despiora"
5 Bolsonaro entra de surpresa em avião e cumprimenta apoiadores

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.